Cárcere privado termina após negociação da PM em Itaipuaçu

1 (9)

Exclusivo Por Romário Barros- Terminou na tarde desta terça-feira, 13, o caso onde uma mulher estava sendo mantida em cárcere privado pelo próprio marido na Rua 61, no Loteamento Jardim Atlântico, em Itaipuaçu.

De acordo com o Sargento Welber, do DPO de Itaipuaçu, o Major da Reserva do Exército Brasileiro mantinha a esposa em cárcere privado desde o domingo, 11. A mulher conseguiu apenas nesta terça-feira ligar para um Pastor de uma Igreja Evangélica de Itaipuaçu que negociou a sua libertação. Ela foi libertada, porém, o Major disse que iria se manter no interior da residência.

Socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram deslocados para o local e precisaram de apoio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Destacamento de Maricá para intermediar a negociação para que o Major se entregasse. Ele chegou a ameaçar as equipes com facas e garrafas de vidro.

Após cerca de quatro horas de negociação, o Major foi contido pelos Militares e Socorristas e foi levado para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro. Ele sofre de problemas psicológicos. A mulher não ficou ferida.

Ele será transferido ainda hoje para o Hospital Central do Exército Brasileiro, em Benfica.

O nome e a idade do Militar não foram divulgados.

Veja abaixo uma entrevista com o Sargento Welber, que comandou a negociação

 

 

error: Conteúdo protegido!