Conselho Comunitário de Segurança faz reunião no bairro de Santa Paula


dca98e33-0de3-46ea-a5c8-70e27e25ee32

Por Romário Barros- Foi realizada no bairro de Santa Paula, na noite desta quarta-feira, 19, a reunião mensal do Conselho Comunitário de Segurança (CCS) com participação de representantes da sociedade maricaense que debateram com os conselheiros e autoridades presentes.

A reunião contou com a presença do vereador Tataí (PTB), do Comandante do 12º BPM (Niterói), Coronel Márcio Rocha, do Comandante da 6ª Companhia de Polícia Militar, Capitão Marcelo Barreto, e de representantes do Corpo de Bombeiros do Destacamento de Maricá e da Secretaria de Segurança Pública e Trânsito de Maricá que se dispuseram a ouvir as demandas e esclarecer à população as questões de segurança do município.

A Polícia Militar detalhou os índices de criminalidade mostrando os problemas que a corporação enfrenta em Maricá com seu baixo efetivo para uma população que ultrapassa a marca de 150 mil habitantes. Eles demonstraram a capacidade de combater a criminalidade com ações pontuais, com ordens de serviço como por exemplo, o ‘Bom Dia Maricá’, ação que ataca diretamente na mancha criminal.

Perguntado sobre os roubos que vêm ocorrendo na região, Rocha falou sobre o policiamento na cidade e comentou da importância de realizar o registro da ocorrência . “- Nosso efetivo está aumentando gradativamente na Companhia de Maricá. Para impedir que mais delitos venham a ocorrer, a Polícia Militar precisa da Mancha Criminal, ou seja, precisamos que a vítima vá até a delegacia e registre a ocorrência. A população tem que ajudar em nosso trabalho de forma cientifica.” Comentou.

Capitão Barreto enfatizou a importância do registro na delegacia. “- Precisamos da ajuda da população. Quando acontece algum delito é importantíssimo a vítima comparecer na delegacia, pois assim temos estatísticas e a Secretaria de Segurança Pública pode estudar o aumento do efetivo policial na cidade. Sem registro nada podemos fazer.” Disse.

O Subsecretário de Segurança Pública e Trânsito de Maricá, Luiz Alberto Santos, falou das parcerias com as Polícias Civil e Militar. Ele falou também do PROEIS, que segundo ele, deverá ser implantado em breve na cidade. Ele explicou também sobre os módulos de segurança. Serão dez módulos de segurança com policiais e guardas municipais espalhados a fim de dar maior segurança, principalmente em entradas e saídas da cidade.

CCS – O Conselho Comunitário de Segurança é uma entidade compostas por líderes comunitários do mesmo bairro ou município. Essas lideranças se reúnem, voluntariamente, para discutir e analisar, planejar e acompanhar a solução de seus problemas comunitários de segurança, desenvolver campanhas educativas e estreitar laços de entendimento e cooperação entre várias lideranças locais. O objetivo dos encontros do CCS é integrar as diferentes vertentes atuantes no município, para facilitar as operações policiais e atender a demanda das comunidades.

error: Conteúdo protegido!