Deputado Federal Marcelo Delaroli assume direção do PR de Maricá


Presidente do diretório municipal do Partido da República em Maricá, o deputado federal Marcelo Delaroli disse em entrevista ao LSM que não vai permitir que vereadores do PR no município desrespeitem as diretrizes partidárias. A legenda é de oposição ao governo petista, cabendo aos parlamentares a missão de fiscalizar o Executivo e denunciar irregularidades.

Delaroli destacou que a existência da oposição é fundamental para o regime democrático e aprimoramento de uma administração pública que esteja disposta a ouvir críticas. Ainda de acordo com o dirigente do PR, para o bem da população de Maricá, os vereadores de oposição têm que cumprir o papel de agir com responsabilidade na fiscalização do Executivo. Atualmente, os vereadores Bidi e Rony Peterson integram o quadro do PR municipal.

“A nossa orientação é que o PR mantenha oposição atuante, denunciando irregularidades e, acima de tudo, lutando e propondo melhorias para o bem-estar de toda a população de Maricá. Estou deixando claro essa postura aos filiados e parlamentares”, explica Delaroli.

Dentre as diretrizes do PR segundo Delaroli, fica vedado a qualquer partidário, exercendo mandato ou não, ter posicionamento (declaração, voto, apoio político, entre outros) contrário às orientações da Executiva municipal. Ou seja, não vão ser admitidas infrações ou conivência com a atual administração municipal.

“Os escândalos e abusos do governo petista continuam. Os ônibus vermelhinhos não estão circulando, mas a EPT aumentou seus gastos para virar cabide empregos dos aliados políticos; o processo seletivo da Saúde está sendo investigado pelo Ministério Público por fraude; faltam medicamentos no hospital e postos de saúde. São inúmeros problemas e denúncias de corrupção a serem apuradas, denunciadas e investigadas. Nossos parlamentares não podem se omitir. O vereador que não acompanhar as orientações partidárias fica sujeito a penalidades previstas no Estatuto, que vão desde advertência até perda do mandato”, conclui Marcelo Delaroli.

error: Conteúdo protegido!