Maior evento de mountain bike olímpico do Brasil agitou o domingo em Maricá


56a56fbd-b7a9-4863-8ed1-73b240c76c88

Maricá recebeu no domingo, 27, o mais importante evento de mountain bike olímpico do país, a Taça Brasil XCO – evento internacional, realizado no Mirante do Caju.

A pista foi construída em um mês para abrigar o evento e foi projetada por Luiz Fernando Costa e Luiz Claudio Vargas, ambos atletas de mountain bike, com apoio fundamental da Prefeitura Municipal de Maricá. A modalidade do Mountain bike Cross Country – XCO conta com percurso de, aproximadamente, 4 km e é composto por subidas, descidas e obstáculos naturais e, até artificiais.

A Arena Verde do Mirante do Caju recebeu atletas vindo de todo o Brasil, entre campeões brasileiros e atletas olímpicos.

Na primeira bateria, que teve largada às 8h, tivemos como destaque os alunos da escolinha de mountain bike Brabinhos de Maricá, cujo atleta Alan Gama se consagrou campeão da categoria Infanto Juvenil, e agora atual Bi-Campeão Estadual da modalidade. E, na categoria juvenil, a atleta Mariana Prado de apenas 11 anos que foi a quarta colocada.

 A terceira bateria foi a mais aguardada pelo público presente e contou com os atletas  profissionais de ponta, que pedalaram sobre um sol forte e com o visual belíssimo da cidade.

Na categoria masculina, o petropolitano e também atleta olímpico Rio 2016, Henrique Avancini (Cannondale Racing Team) sagrou-se bi-campeão da Taça Brasil,  seguido do mineiro Bruno Lemes (Corratec), e em terceiro Daniel Zoia (Audax Bike).

Entre as mulheres, a goiana Raiza Goulão (Specialized Racing Brasil), natural de Pirenópolis, garantiu a vitória com vantagem sobre a mineira Érika Gramiscelli, e em terceiro Sofia Subitil. Raiza, que também representou a nação brasileira nas olimpiadas Rio 2016, fez muitos elogios à pista e à cidade de Maricá em sua pàgina na rede social.

O idealizador da pista, Luiz Fernando Costa faz sua avaliação “Trazer um evento dessa magnitude para Maricá, onde se inicia mais um ciclo olímpico e com pontuação internacional, é muito importante para aumentar o nível dos atletas locais e oferecer também novas atividades esportivas à população. No cross country, o público interage com os atletas e pode estar perto das maiores feras do planeta na modalidade, além de deixar como legado para o futuro do esporte, os alunos da escolinha Brabinhos Bike, que hoje funciona na E.M. Jacinto Luiz Caetano no Caju.” 

Para Luiz Cláudio Vargas, o Dentinho, “Maricá, a partir de hoje, Maricá escreveu uma nova página no ciclismo brasileiro. A pista foi muito elogiada e isso que dá prazer quando se dedica seu suor na construção dessa importante ferramenta de inclusão social através do esporte.” Ele foi um dos colaboradores na construção da pista, pois tem vasta experiência no mountain bike e mencionou que a mesma foi de um nível técnico alto e construída em tempo record para abrigar a competição.

Para o presidente da FECIERJ, Claudio Santos, a prova foi sucesso absoluto e tem tudo para estar na cidade em 2017.

O evento teve supervisão da Federação de Ciclismo do Estado, da Confederação Brasileira de Ciclismo e da União Ciclística Internacional.

A Taça Brasil XCO teve apoio da Amazonas Bike, Gráfica Onixx, Citylar, Bike Haus e Caixa Econômica.

 

error: Conteúdo protegido!