Secretarias de Saúde e Educação unem esforços por vacinações em Maricá

PROGRAMA-SAÚDE-NA-ESCOLA-120617-FOTOS-MICHEL-MONTEIRO-11

As secretarias municipais de Saúde e Educação firmaram um acordo para intensificar as ações do Programa Saúde na Escola, e a primeira iniciativa do projeto aconteceu na manhã desta segunda-feira (12/06), no CAIC Elomir Silva, em São José do Imbassaí. A ideia é fazer com que professores e diretores das escolas públicas e particulares de Maricá trabalhem como agentes multiplicadores de informações técnicas e corretas sobre diferentes assuntos que envolvem o bem estar de crianças, adolescentes e suas famílias. “Começamos esta iniciativa com o foco na imunização. Nos reunimos com os diretores para dar palestra, tirar dúvidas e falar sobre a importância da imunização nas escolas, aumentando a abrangência do uso das vacinas, principalmente do HPV e da Meningite C”, explicou a secretária de Saúde, Simone da Costa Silva.

De acordo com um cronograma da Saúde, do dia 19/06 ao dia 07/07, serão vacinadas meninas de 9 a 13 anos, e meninos de 10 a 13 anos, contra o HPV. Neste mesmo período, também será aplicada a vacina contra a Meningite tipo C para crianças de 10 a 12 anos.

Nos colégios, a instrução é para que professores solicitem aos pais os cartões de vacinação, que serão avaliados. Crianças de até 5 anos que não fizeram as três doses da meningite poderão ser vacinadas. “Colocamos nossas 55 escolas dentro do programa, inicialmente com a missão de verificar esta questão dos cartões de vacinação. Outra medida que estamos adotando é solicitar que as unidades com um quantitativo grande de crianças que moram longe dos postos de saúde, nos encaminhem um pedido para que se façam campanhas de vacinação nestes locais”, comentou a secretária de Educação, Adriana Luiza.

Diretora da Escola Municipal Rita Sampaio Cartaxo, em Itaocaia, Denise Aparecida Corrêa da Silva lembrou o sucesso que foi a vacinação itinerante contra a Febre Amarela, e solicitou que a ação se repita em outras campanhas. “Não temos posto perto da escola, muitos pais acabam não podendo levar as crianças para vacinar. Na imunização contra Febre Amarela os agentes de saúde estiveram aqui, e foi muito importante. Por isso colocamos nossa sede à disposição para receber estas iniciativas”, disse Denise.

Preocupada com alunos e funcionários, a diretora da Escola Municipal Retiro, em Itaipuaçu, Adriana Ribeiro, falou sobre a importância do programa Saúde na Escola. “As escolas estão cumprindo um papel cada vez maior na vida das crianças, papel este que, muitas vezes, vai além do educar. É fundamental que os profissionais da educação recebam uma boa orientação e informações sobre as patologias, para ajudar na prevenção”, afirmou Adriana.

Enfermeiras da Vigilância Epidemiológica, Márcia Matos e Janaína Mendes apresentaram e distribuíram as cartilhas que elaboraram sobre a Meningite. “Esta cartilha fala sobre a meningite, mas também pode servir de referência na hora de identificar outros agravos. Precisamos que todos sejam parceiros na identificação de qualquer sintoma diferente nas crianças e adolescentes, desta forma podemos salvar vidas”, destacou Márcia. Durante a reunião, a enfermeira Núbia Bruno, responsável pela imunização municipal, também falou sobre Meningite, Febre Amarela, Influenza e HPV.

error: Conteúdo protegido!