Vereadores negam requerimento para investigar empresa de lixo de Maricá


Por Romário Barros- O Vereador Chiquinho do Trailer (PP) pediu na sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira, 17, a abertura de um requerimento para verificar a situação do contrato da empresa responsável pela coleta de lixo no município.

O requerimento solicitava que a empresa responsável pelo recolhimento de lixo em Maricá prestasse esclarecimentos informando a cópia do contrato junto a Prefeitura, termo de duração do contrato, quantidade de caminhões operando e itinerários dos caminhões. O requerimento foi colocado em discussão.

“- O requerimento nada mais é que um esclarecimento para a população maricaense. Eu tenho recebido diversas reclamações da coleta irregular de lixo em nossa cidade. Estão questionando o serviço irregular. Tenho reclamações de todos os cantos da cidade. O portal da transparência não está sendo alimentado pela Prefeitura”, comentou Fillipe Poubel.

“- Com o requerimento do vereador Chiquinho nós vamos poder analisar a fundo esse contrato. A população vem sofrendo a muitos anos com a coleta de lixo irregular em nossa cidade. Temos que analisar esse contrato e não podemos ser coniventes com os erros. Precisamos cortar o mal pela raiz e precisar analisar esse contrato da Prefeitura com a empresa”, falou Ricardinho Netuno.

“- Queremos a melhoria da coleta do lixo em nossa cidade. Precisamos cobrar a empresa para que o serviço seja feito com excelência em nossa cidade”, disse Chiquinho.

“- Verifiquei hoje junto ao Secretário de Governo que o contrato está em dia. Agora vou verificar por conta do serviço não estar 100% em nossa cidade. Vou verificar isso e trago a resposta na sessão desta quarta-feira”, disse o líder do Governo na Câmara, Fabrício Bittencourt.

Os Vereadores Fabrício Bittencourt, Rony Peterson, Felipe Paiva, Tataí, Bubute, Helter Ferreira, Marcinho da Construção, Ismael Breve, Rob Gol, Bidi, Frank Costa, Felipe Auni e Marcus Bambam votaram contra o requerimento e ele foi retirado da pauta.

Confira a íntegra da sessão no vídeo abaixo. Foram 1h59min de sessão ordinária

error: Conteúdo protegido!