Zacarias: resgate dos valores históricos é prioridade


unnamed

“Uma espécie de espinha dorsal do seu modo de vida.” É desta forma que o Livro “Gente das Areias” descreve a pesca na comunidade em Zacarias. De acordo com relatos, a comunidade estaria desde o começo do século XIX instalada na localidade. Parte da história de Maricá, Zacarias chegou a ser uma das maiores produtoras de pescado do Estado.

Com o passar do tempo, a lagoa perdeu vitalidade de pesca, devido sobretudo à contaminação por esgoto e ao fechamento de sua ligação com o mar. Ainda que parte dos moradores da comunidade tenha saído da atividade pesqueira para buscar emprego em outros serviços, a pesca resiste como um importante símbolo local. Os pescadores ajudam a caracterizar a comunidade, criando uma identidade de relação entre o homem e o ambiente. Lutam, entre outras coisas, contra o avanço das ocupações irregulares e uma possível favelização ou descaracterização de Zacarias.

A cultura da pesca sempre foi passada de pai para filho, mas, com todas as alterações ambientais dos últimos anos, a atividade não tem gerado interesse nos mais jovens. Alguns integrantes da geração mais experiente, ao contrário, querem manter a tradição.

Consciente de seu papel, a IDB Brasil, responsável pela implantação da Fazenda São Bento da Lagoa, desenhou um projeto que prioriza, dentro de Zacarias, o resgate da pesca artesanal. Serão desenvolvidas ações de âmbito científico, como um projeto de repovoamento de peixes, além de investimentos em infraestrutura de pesca para a comunidade e a construção da “Casa do Pescador Artesanal”, centro de referência da cultura local.

Parte do território que compõe a Fazenda São Bento da Lagoa, a comunidade terá ainda um plano consistente de revitalização de sua área e de integração total ao empreendimento. Todos os moradores ganharão título de propriedade, e a comunidade será beneficiada por asfaltamento, iluminação e tratamento de esgoto com transformação do efluente em água de reuso, entre outras ações.

A despeito de todas as ações positivas, a IDB Brasil ainda lida com um grupo de opositores locais ao projeto. A empresa respeita a legitimidade do movimento, mas seguirá trabalhando com o objetivo de desenvolver, de maneira sustentável e harmônica, ao lado dos moradores, o território de Zacarias. Tudo para manter o que a comunidade tem de mais valioso: sua história, seus valores, sua identidade.

Reportagens Relacionadas

Fazenda São Bento da Lagoa: Mais emprego e desenvolvimento para Maricá

Investimento para resgatar a tradição da pesca em Zacarias

Um novo desenvolvimento para Maricá

Projeto Fazenda São Bento da Lagoa: Natureza Preservada

error: Conteúdo protegido!