Ação criminosa termina com um homem e uma criança de 3 anos mortos em comunidade de Inoã



Denes Pereira- Uma criança de três anos e um homem foram assassinados na noite desta quarta-feira, 18, na Comunidade ‘Risca Faca’, em Inoã, durante uma ação criminosa.

O caso aconteceu por volta de 19:00 horas, na Rua Fernando Mendes. De acordo com um levantamento feito pelo LSM, um motorista de aplicativo estava com uma mulher e duas crianças no carro, quando foi solicitada do ‘Risca Faca’ uma corrida. O motorista perguntou ao passageiro se teria algum problema ele ir busca-lo com a “família” e o homem afirmou que não tinha problema.

Ao chegar no local, o motorista encontrou o homem e no momento em que o passageiro foi entrar no carro, elementos se aproximaram e realizaram disparos contra o homem. Os disparos acabaram atingindo o passageiro, o motorista e uma das crianças.

Após a ação criminosa, os elementos fugiram. O passageiro identificado como Anderson Leonardo Fontoura Barcellos da Silva morreu no local.

O motorista, mesmo baleado, conseguiu dirigir até uma viatura do Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS) e os policiais levaram a as vítimas até o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro de Maricá.

A criança de três anos chegou a ser atendida mas morreu na Unidade Hospitalar. Já o motorista, que foi baleado no ombro, passa por cirurgias e não há informações sobre seu estado de saúde.

Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) estão sendo aguardados no local do crime para a perícia. Após os procedimentos periciais, o corpo do homem será encaminhado com o auxílio do Rabecão da Defesa Civil Estadual para o Instituto Médico Legal (IML) de Barreto, em Niterói.

A Delegacia Especializada investigará o caso.

Homem ja teve envolvimento com tráfico

Segundo levantamento feito pelo LSM, Anderson Fontoura já havia sido preso por tráfico de drogas no ano de 2015, após ser capturado pela PM com pinos de cocaína e peteca de maconha no mesmo local do assassinato.

Na época, a PM chegou a aponta-lo como chefe do tráfico de drogas da comunidade.

error: Conteúdo protegido!