Advogada entra com pedido no MP-RJ para suspender Carnaval 2016 de Maricá


Advogada entra com pedido no MP-RJ para suspender Carnaval 2016 de Maricá. (Foto :: Romário Barros - LSM)
Advogada entra com pedido no MP-RJ para suspender Carnaval 2016 de Maricá. (Foto :: Romário Barros – LSM)

LEI SECA MARICÁ- Foi realizada denúncia no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) na última quinta feira, dia 04, solicitando o cancelamento do carnaval 2016 de Maricá, por conta dos problemas enfrentados na área da saúde do município.

A denúncia foi feita pela advogada Dra. Enaile de Sousa Alcantara Sucena ao promotor do Ministério Público Estadual.

A advogada alega que não haverá estrutura hábil para o devido atendimento emergencial e ambulatorial no hospital Conde Modesto Leal, no Centro de Maricá e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e postos de saúde do município, por falta de insumos e profissionais para atendimentos.

A Prefeitura de Maricá ainda não se manifestou sobre o pedido da advogada, mas na quinta-feira soltou uma nota informando que a Secretaria Adjunta de Saúde garante que haverá atendimento normal nas unidades, inclusive com reforço. “Teremos quatro pontos de atendimento montados no Centro, em Ponta Negra, Cordeirinho e Itaipuaçu”, descreve o secretário Peterson Cabral. “Em cada um haverá uma equipe médica para o primeiro atendimento com UTI móvel para remoção”, acrescenta. O secretário informou ainda que equipes reforçadas atuarão no Hospital Municipal Conde Modesto Leal e na UPA de Inoã. 

error: Conteúdo protegido!