Atleta de Maricá conquista o cinturão peso-pena na 23ª Edição do NCE (New Corpore Fight)


O atleta maricaense Robson Júnior, de apenas 16 anos, praticante de jiu-jitsu na equipe J.Court-GTeam e Muay Thai na Academia Imortal, ambas atividades com Centro de Treinamento na Academia Forma e Fitness de Maricá, venceu Keven Durinho, da equipe carioca Milithai, e conquistou o cinturão peso-pena da categoria amador no 23ª edição do NCE (New Corpore Fight), Tradicional organização de MMA da Zona Norte do Rio de Janeiro.

O lutador amador teve a sua luta autorizada pelos professores no grande evento de forma diferenciada, pois ambos atletas estavam em busca do disputado cinturão, e ter a posse como detentor do título em sua categoria. Robson se dedicou com muito empenho aos treinamentos técnicos e físicos.

Na luta, ele entrou determinado e muito bem treinado, respeitando a todo tempo seu adversário, que foi selecionado pela organização do NCE, objetivando buscar um grande atleta que faria do combate um show dentro do evento. O maricaense venceu aos dois minutos do primeiro round, surpreendendo todos da torcida com a rápida finalização de estrangulamento, chamada ‘katagatame’ sobre seu oponente.

“- Acredito muito no potencial do atleta, pois é um aluno esforçado e assíduo nos treinos. O resultado foi extremamente merecedor, pois o aluno conseguiu implantar toda sua técnica de jiu-jitsu na luta e encentrado durante todo tempo de luta conseguindo escutar bem os treinadores conseguindo com raça realizar todas as orientações passadas”, disse o Professor Jair Court.

“- O atleta estava com a parte do alto (trocação) muito preparada com uma combinação de golpes ligados a uma velocidade nos movimentos junto a potência, que poderia levar o adversário ao nocaute mesmo sabendo da qualidade técnica do seu adversário. O Robson está no perfeito caminho correto e com bons orientadores ao seu lado assim”, declarou o Professor Leonardo Marques.

Aos 16 anos e com um cartel de nove vitórias em nove lutas amadoras, Robson chama a atenção. Nascido no Rio e criado em Maricá, o jovem faixa azul já conquistou diversos títulos no Jiu-Jitsu e no Muay Thai, e planeja manter a pegada no MMA, mesmo dividindo sua rotina em estudos e treinamentos.

“Desde que eu comecei a treinar, eu só penso em ser lutador. Lutar é o que eu amo fazer. Desde que eu era muito pequeno meu pai já me falava que eu tinha jeito para a luta, e quando eu nos mudamos para Maricá, quando eu tinha oito anos, ele conheceu o professor de Jiu-Jitsu Jair Court, com quem treino até hoje”, disse a jovem promessa, que se inspira num conhecido campeão de Jiu-Jitsu e em veteranos do MMA. “Eu me inspiro muito no Jiu-Jitsu do Rodolfo Vieira. No MMA, eu me inspiro nos amigos do meu pai que são lutadores e me dão muita força, como o Alexandre Baixinho, Eduardo Junior e Luís Beição”.

Diferentemente das gerações anteriores, a maioria dos talentos que vem surgindo no MMA já começam treinando as mais variadas modalidades. No caso de Robson Junior, ele tem duas bases.

“Eu treino Jiu-Jitsu e Muay Thai, são as modalidades que eu uso no MMA. Treino Jiu-Jitsu na equipe J.Court/GFTeam Maricá com os professores Jair Court e Damião Silva, e meu Muay Thai eu treino na equipe Immortal, com os professores Leonardo Marques e Uemerson Ferreira. No MMA, eu treino com o meu tio Sergio Babu Gaspareli”.

error: Conteúdo protegido!