Atletas profissionais de handebol de quadra elogiam estrutura da Arena Flamengo


Atletas de 14 equipes participantes do Campeonato Carioca Máster de Handebol de Quadra elogiaram a estrutura da Arena Flamengo, onde a disputa foi realizada no domingo (28/07), numa iniciativa da secretaria de Esporte e Lazer, a 6ª rodada da competição que integra as categorias masculina e feminina.

Participaram atletas de Niterói, Mesquita, Petrópolis, São Gonçalo, Nilópolis, Volta Redonda, dentre outros. “É a primeira vez que venho a Maricá e que surpresa boa ver esse espaço público, que é excelente e muito bem localizado, estimulando em todos a prática esportiva”, salientou a jogadora Vanessa Pelli, moradora de Petrópolis, de 44 anos, da equipe do Nafty, considerada a melhor da disputa conta o Nilópolis Handebol Clube.

“Ao contrário do que ocorre em São Paulo, no Rio temos poucas cidades preocupadas em investir em esportes. São jogos aleatórios, sem infraestrutura e sem apoio constante. É a primeira vez que vejo uma estrutura como essa, de fácil acesso ao povo e um forte apoio e investimento público. Espero que Maricá continue a acreditar no esporte nos próximos anos e que sirva de espelho para outras cidades”, salientou Nádia Cristina Júlio, de 39 anos, jogadora da equipe do Nilópolis H. C.

Marcelo Leitão, mais conhecido como Marcelinho, de 43 anos, participa do campeonato pela equipe do Nilópolis H. C. pela categoria 35+ e também pelo time do CETECON pela categoria 42+. Marcelinho também ressaltou a importância do investimento público. “Muito feliz em estar aqui. Há tempos que não vinha a Maricá e hoje pude ver uma cidade bem arrumada, quadra boa e toda essa estrutura pública maravilhosa”, destacou. Praticante de esporte desde os 20 anos, Fabiano Colonese, de 42 anos, morador de Ipanema e jogador da equipe Hand Serra Petrópolis, ressaltou a importância do esporte como instrumento transformador de vidas. “É uma forma de nos mantermos longe das drogas e do álcool e nos permitir a termos uma qualidade de vida melhor. Vermos estruturas como essas, no meio da cidade, com vestiário e quadra organizada, é magnífico”, declarou o jogador.

As amigas Lara Azeredo, de 18 anos, moradora do Condado, Joanna Góes, de 16 anos, moradora do Flamengo e Andressa Figueiredo, de 18 anos, moradora do Centro, jogam handebol no time do Colégio Cenecista e prestigiaram a competição junto com a técnica, Alcilene Figuereido. “Viemos ver todos os jogos, torcer, e principalmente, enriquecer nossas jogadas com essas equipes profissionais”, destacou Joanna. “Devemos valorizar o esporte e incentivar a formação de novas equipes no município. Nosso país valoriza muito o futebol e há uns três anos o handebol vem crescendo porque é criativo e ágil. É bom vermos eventos como esse e como o Beach Handebol realizado na Barra. É arte pura”, salientou a técnica.

“Além de prestigiar jogadores que já fizeram história no handebol carioca e brasileiro, trazer partidas do máster para cidade é importante para servir de exemplo para os jovens que hoje treinam nas escolinhas, jogam nos colégios e almejam uma carreira profissional. Hoje, na Arena Flamengo, estão reunidos vários atletas que foram da seleção brasileira. E também é mais uma ferramenta de consolidação da cidade no cenário esportivo do Rio e do Brasil”, conclui o secretário de Esporte e Lazer, Filipe Bittencourt.

Resultados da 6ª rodada:

Masc 49: Niterói Rugby Master 16 x 19 Cairu Master

Masc 35: Instituto Pio XI 25 x 35 Castelo H. Master

Masc 35: Volta Redonda Hand 25 x 23 São Gonçalo H. Master

Masc 35: João Luis H. Master 12 x 27 Nilópolis H.C

Fem 37: Nafty 24 x 14 Nilópolis H.C

Masc 42: Hand Serra 24 x 29 Cetecon Handebol

Fem 37: CHAC/Legião 26 x 14 União JPA

error: Conteúdo protegido!