Delaroli deixa a assessoria especial da Presidência da República e assumirá outro cargo


O ex-deputado federal Marcelo Delaroli foi exonerado, a seu pedido, da assessoria especial do Ministério da Casa Civil, um dos cargos de confiança do Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Delaroli auxiliava o ministro Onyx Lorenzoni no diálogo com o Congresso desde janeiro, mas deixou a pasta nesta segunda-feira (6) em um movimento ainda misterioso ao lado de outros ex-parlamentares que compunham a equipe de articulação de Onyx. As informações são do site “O Antagonista”

“ O Presidente da República no uso da atribuição que lhe confere confere o artigo 84, caput, inciso XXV, da constituição, resolve exonerar, a pedido, Marcelo Jandre Delaroli, do cargo de Secretário Especial para a Câmara dos Deputados da Casa Civil da Presidência da República”.

Na semana passada, o principal auxiliar de Lorenzoni na articulação, o secretário especial Carlos Manato (PSL), também ex-parlamentar, foi exonerado. Hoje, além de Laudívio, deixaram a Casa Civil os ex-deputados Victório Galli (PSL), Laudívio Carvalho e Keiko Ota (PSB).

“ A exoneração foi um pedido meu. Estarei assumindo algo que o presidente pediu em breve. Estou só tentando que seja no Rio, pois estava ficando de domingo à sexta longe do Rio e Maricá, principalmente da minha família, porém ele ainda quer que eu fique em Brasília. Essa semana teremos novidades”, disse Delaroli ao LSM.

error: Conteúdo protegido!