Dia do Jornalista: Exercer a profissão é um ato de coragem e de resistência


Por Gabriela Rodrigues

Hoje, dia 7 de abril, comemora-se o Dia do Jornalista. Neste ano, mais do que nunca, foi possível reconhecer a importância do trabalho deste profissional. Em meio a uma pandemia mundial, o isolamento e a crise econômica, o jornalista persiste na missão de mediar as informações à sociedade, de investigar o que não é divulgado e de dar voz à população.

Esse trabalho de formiguinha, que não tem feriado, fim de semana ou tempo ruim, é o que contribui para que a população tenha acesso a tudo o que acontece ao seu redor e no mundo, e torna as relações sociais um pouco mais justas.

É impossível para nós, a equipe LSM, não lembrar com pesar e saudosismo de nosso mentor, Romário Barros, a quem nos inspiramos todos os dias para manter um serviço de qualidade.

Infelizmente, Romário se tornou vítima por representar tudo o que um jornalista deveria ser. E muito mais: Ele se tornou um fenômeno.

Os assassinatos de Romário e do também jornalista Robson Giorno levaram a cidade às manchetes dos grandes veículos de comunicação, e à debates acadêmicos sobre insegurança e violência contra jornalistas.

Neste 7 de abril, homenageamos o inesquecível Romário, que era apaixonado pela profissão, e damos os parabéns ao coletivo de jornalistas de Maricá. Que em nossa jornada diária haja proteção, liberdade de expressão e coragem para seguir em frente.

error: Conteúdo protegido!