Eleições 2020: Votação será adaptada ao ‘novo normal’ em Maricá


LSM – Devido a pandemia de coronavírus, as eleições 2020 precisarão ser adaptadas ao considerado ‘novo normal’. Em Maricá, os 117.278 eleitores terão que seguir diversas regras durante os dias de votação.

Em julho, foi votado e aprovado o adiamento das eleições para novembro. Agora, a votação ocorrerá no dia 15 e 29 de novembro para os dois turnos para eleger prefeitos e vereadores.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, em sessão administrativa, no dia 13 de agosto, quatro resoluções que adequam as datas relacionadas ao processo eleitoral por conta do adiamento das eleições para novembro.

As quatro resoluções tratam, respectivamente, dos seguintes temas: regras gerais de caráter temporário; alteração pontual na resolução que dispõe sobre o cronograma operacional do cadastro eleitoral; mudança na resolução que trata dos atos gerais do processo eleitoral; e o novo calendário, com 297 marcos temporais definidos.

Durante a sessão, o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, lembrou que não haverá, nestas eleições, a identificação biométrica do eleitor, atendendo à recomendação da consultoria sanitária do TSE. A medida é necessária, de acordo com o ministro, para minimizar o risco de contágio nas seções eleitorais e porque a biometria retarda o processo de votação.

Além disso, o TSE instituiu um comitê, formado por especialistas em diversas áreas, para monitorar o impacto da pandemia nas eleições. O objetivo é atuar estrategicamente no monitoramento e enfrentamento dos riscos, dificuldades e impactos trazidos pela covid-19.

Horário ampliado – O tribunal ampliou o horário de votação nas Eleições Municipais de 2020 em uma hora por conta da pandemia da covid-19. A intenção é garantir mais tempo para que eleitores votem com segurança e tentar reduzir as possibilidades de aglomeração nos locais de votação. Com isso, os eleitores poderão ir votar de 7h as 17h. Haverá horário de votação preferencial de 7h as 10h para pessoas acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco para o coronavírus.

Cada mesário terá à sua disposição, por exemplo, máscaras cirúrgicas descartáveis, proteções do tipo face shield, álcool em gel para as mãos e desinfetante para o ambiente da seção eleitoral, que será demarcada para garantir o distanciamento social. Além disso, há a finalidade de eliminar o risco de aglomerações. O treinamento dos voluntários acontece preferencialmente de forma remota.

O eleitor que chegar sem máscara ao local de votação, não poderá entrar.

error: Conteúdo protegido!