Equipe da Secretaria de Educação de Arraial do Cabo visita Maricá para conhecer projetos


(Fotos: Clarildo Menezes)

A Secretaria de Educação de Maricá recebeu nesta sexta-feira (16/07) integrantes da mesma pasta em Arraial do Cabo, cidade da Região dos Lagos. O grupo de 14 profissionais dos setores pedagógico e administrativo teve à frente a secretária de Educação daquele município, Isalira Gomes, e foi recebido na sede da secretaria do município, por Adriana Costa, que levou a comitiva para conhecer três unidades da rede que ficam em Itaipuaçu. A visita incluiu, ainda, a casa de Darcy Ribeiro.

A primeira parada foi na E.M. Mata Atlântica, no Recanto, de onde o grupo seguiu para as obras do Centro de Educação Pública Transformadora (CEPT), cujo tamanho e capacidade estimada de alunos impressionou à comitiva. “Só este espaço vai receber cerca de 4 mil alunos quando for inaugurado. Para se ter uma ideia, toda a nossa rede abriga pouco mais de 5 mil estudantes em 13 escolas. Aqui caberia quase todo o nosso corpo docente”, observou a secretária de Educação Isalira Gomes.

Depois de conhecer a E.M. Anísio Spíndola Teixeira – que fica ao lado do CEPT e será incorporada à unidade maior no futuro –, todos seguiram para a Casa de Darcy Ribeiro, em Cordeirinho.

A secretária de Educação do município, Adriana Costa, revelou que a última escala do roteiro foi uma surpresa para os visitantes, pela beleza e também pela simbologia.

“Nós estivemos numa escola que tem o nome de Anísio Teixeira e encerramos onde viveu Darcy Ribeiro, os dois educadores que sonharam com o que também sonhamos hoje. Minha colega contou que já conhecia pais de alunos e profissionais que atuam em nossa cidade que contaram como a educação funciona por aqui. Tomara que possamos continuar servindo de inspiração para outros municípios e também para o país, pois aqui estamos transformando royalties em conhecimento”, ressaltou Adriana Costa.

A titular da Educação de Arraial do Cabo fez um balanço da visita na cidade. “Antes de vir aqui, a primeira coisa que tinha me chamado a atenção foram os uniformes e kits escolares completos, mas vindo à cidade percebi que isso não é quase nada diante de tudo o que vimos. A ideia dos módulos, por exemplo, é muito boa para aplicarmos enquanto temos unidades em obras, pois podemos manter as atividades em sala de aula. Além disso, é muito simbólico terminarmos na casa onde Darcy Ribeiro viveu, porque ele foi o idealizador da educação integral que Maricá leva tão a sério. Eu estou em êxtase com isso tudo”, afirmou.

Fonte: PMM

error: Conteúdo protegido!