Estudantes de Maricá e Saquarema são campeões de festival de tecnologia


Foto enviada pelos alunos

LSM – Dois alunos maricaenses e uma aluna saquaremense foram campeões da 3ª edição do Desafio Tack, um festival online de inovação, tecnologia e criatividade que aconteceu no mês de maio.

Os alunos são integrantes da equipe Jano X, formada por A equipe, formada por Pedro Henrique Oliveira e Lavínia Antiqueira, de Maricá, Maria Eduarda Medeiros, de Rio Bonito, Maria Eduarda Jayme, de Saquarema, e Juliana Gagliano de Iguaba Grande.

Os estudantes são alunos do curso de edificações e de hospedagem da Escola Técnica Estadual Helber Vignoli Muniz – Faetec de Bacaxá e formaram uma equipe de 6 integrantes, com idades entre 17 e 18 anos.

O Desafio Tack foi idealizado pela ID Cultural e realizado pela Junior Achievement, reunindo alunos de escolas públicas e privadas de ensino médio num desafio empreendedor para jovens encontrarem soluções inovadoras utilizando a tecnologia para questões culturais.

O tema do ano de 2021 foi “como podemos utilizar a cultura para engajar os jovens a se tornarem protagonistas na luta pela restauração e preservação do meio ambiente”. Com isso, a partir da técnica “Design Thinking”, a equipe campeã compreendeu que para resolver o problema teriam que acabar com a desinformação sobre o assunto, principalmente nos jovens, criando a ideia de desenvolver um game mobile (aplicativo/jogo para celular).

O game – responsável pelo título – se chama Green League. O aplicativo fornece conhecimento teórico, propõe ações práticas e acessíveis em prol da restauração e preservação do meio ambiente. No jogo, o jogador acumula moedas virtuais realizando tarefas e pode trocá-las por recompensas, como gifts-cards em lojas como iFood e Uber, ingressos para experiências culturais, como museus, teatro, cinema e etc ou realizar doações para ONGs.

Os jovens participaram de uma fase eliminatória com 10 equipes e garantiram vaga na final, onde disputaram o título com outras 4 finalistas, que coincidentemente também eram da Rede Faetec de outras cidades.

“Acreditamos que misturar a teoria com a prática dentro do jogo fará com que o jovem primeiramente entenda o porquê nós precisamos nos preocupar com o meio ambiente e, posteriormente realizará ações que contribuam de fato para a pauta”, afirmou a equipe.

“Um outro ponto interessante do nosso projeto é o sistema de recompensas, pois acreditamos que será um incentivo para os jovens se manterem ativos durante o jogo e realizarem as tarefas práticas”, concluíram.

Após vencerem o desafio, os jovens planejam dar continuidade ao trabalho e precisam de ajuda para dar visibilidade ao projeto, conseguindo apoio financeiro para lançar o aplicativo e de voluntários para realizarem a testagem do mesmo.

Conheça o projeto e saiba como ajudar através do site ou do Instagram.

www.greenleague.com.br | www.instagram.com/greenleaguee

error: Conteúdo protegido!