Igreja Universal se pronuncia após veiculação de matéria envolvendo sua filial em Itaipuaçu


LSM- Após a publicação da matéria na tarde desta terça-feira, 24, que informava que uma igreja evangélica havia sido notificação pela Guarda Municipal após descumprir o decreto municipal, estando aberta aos fieis em Itaipuaçu, o LSM recebeu uma nota como pedido de direito de resposta enviado por representante da igreja.

A nota inicia situando os fatos.

“Consta publicado no site LSM, a notícia de que a Igreja Universal do Reino de Deus estaria descumprindo o Decreto municipal, pelo fato de permitir aglomerações de pessoas no interior de seus templos, fato este que teria resultado na aplicação de multa imposta a instituição.”

Porém segundo a nota, o caso não aconteceu.

“A referida notícia não reflete a realidade dos fatos, e que a veiculação está denegrindo a sua imagem perante terceiros, o que é inaceitável.”

De acordo com a Igreja Universal suspendeu os cultos presenciais como cumprimento do decreto.

A Igreja universal esclarece que cumpre rigorosamente o Decreto, inclusive, as atividades religiosas presenciais estão suspensas e atualmente os cultos são realizados pela TV e pelas redes sociais.

A nota finaliza pedindo a exclusão da matéria sob ameaça.

“Sendo assim, serve o presente para requerer que a referida notícia seja IMEDIATAMENTE retida do site, sob pena de serem adotadas as medidas judicias cabíveis, tanto na esfera cível como criminal.”

O LSM repudia qualquer tipo de ameaça verbal ou escrita, coação ou impedimento do exercício legal do jornalismo ou liberdade de expressão.

error: Conteúdo protegido!