Itaipuaçu: Civil estoura canil clandestino e 26 animais vítimas de maus-tratos são resgatados


LSM – Uma operação conjunta da Delegacia de Maricá (82ªDP) e a Coordenadoria de Proteção Animal de Maricá realizada na tarde desta quarta-feira, 4, terminou com o resgate de nove cães maltratados em um canil clandestino, no bairro de Itaipuaçu. 

O caso aconteceu por volta de 13 horas, na Rua 54, no loteamento Jardim Atlântico. De acordo com o levantamento feito pelo LSM, agentes da 82ª DP (Maricá), receberam através do Ministério Público (MP-RJ) uma denúncia informando sobre um canil clandestino, onde animais estariam sofrendo maus-tratos. 

Em contato com a Coordenadoria de Proteção Animal, foi descoberto que havia outras denúncias sobre o mesmo endereço. Uma operação foi montada e as equipes foram para o local. 

Ao chegar no local, os agentes constataram que os animais viviam em situações precárias em um local insalubre, onde dormiam por cima das próprias fezes e urinas, com visíveis maus-tratos. 

Ao todo, nove cães foram resgatados (sendo quatro Rottweiler – pai, mãe e dois filhotes – quatro filhotes da raça Whippet e um Labrador), e 21 porquinhos da Índia mantidos no cativeiro dentro de quatro gaiolas. Os animais foram resgatados e levados para a Delegacia de Maricá, onde o caso foi registrado. 

Durante o resgate nenhum proprietário foi encontrado no local e ninguém foi preso.  

De acordo com o Coordenador de Proteção Animal, Fabiano Novais, apesar de não terem sidos encontrados no local, os propretários do canil poderão ser enquadrados no artigo 32 da Lei 9605/98 referente a prática de abusos e maus-tratos a animais sobre pena de reclusão de 2 a 5 anos, além de multa.

Para denunciar casos de maus-tratos a animais ligue para o número 995460334.

error: Conteúdo protegido!