Líder do Governo na Câmara defende catamarãs-patrulha e os atendimentos no Hospital de Maricá


Fabrício Bittencourt é o Líder do Governo na Câmara de Vereadores

O líder do governo na Câmara, o vereador Fabrício Bittencourt (PTB), falou durante a Sessão ordinária desta quarta-feira, 17, sobre os objetivos da aquisição das lanchas pela Prefeitura de Maricá e sobre os avanços, segundo ele, realizados pelo governo na área da saúde.

O vereador subiu na tribuna e iniciou a sua fala relatando sobre as acusações de invasão ao depósito onde estão guardadas as lanchas da Prefeitura de Maricá (Prefeitura de Maricá denuncia invasão em galpão onde guarda catamarãs-patrulha). As denúncias, segundo ele, foram feitas por um vereador de oposição.

“Eu não vou entrar em mérito se foi permitido a entrada de vossa excelência (Vereador) no galpão em que as lanchas estavam, que por sinal, estavam bem guardadas. Não vou entrar nesse mérito porque isso é problema policial e é a Polícia que vai dizer se houve arrombamento ou se não houve. Nós infelizmente aqui não temos esse poder e não temos a capacidade de definir isso.” Comentou o parlamentar.

O parlamentar esclareceu que as lanchas são aptas para operar nas lagoas e no mar, podendo então exercer as suas atividades propostas.

“Essas duas lanchas foram compradas pela Prefeitura, cada uma tem dois motores adequados. As lanchas podem trafegar com tranquilidade tanto para a lagoa quanto para o oceano. Foi feito um estudo técnico antes da compra dessas lanchas e cabe à Prefeitura, através da Secretaria da Cidade Sustentável, juntamente com o Governo do Estado, através da UPAm fazerem a fiscalização das lagoas e do mar, das Ilhas Maricás.” Disse Fabrício Bittencourt.

Fabrício Bittencourt reforçou o objetivo da aquisição das lanchas, afirmando que a mesma operará auxiliando os órgãos estaduais na fiscalização.

“Elas vão fiscalizar as pescas predatórias nas Ilhas Maricás. O município precisa auxiliar o Estado nestas questões, haja vista que o interesse é nosso, pois o pescado que é feito no nosso mar tem que vir para os nossos pescadores de Maricá e não, sair um barco lá de Niterói ou do Rio de Janeiro para pescar aqui para levar o nosso peixe e deixar de atender o nosso pescador. Além do objetivo fiscalizador, as lanchas serão utilizadas para pesquisa.” Relatou o vereador.

Sobre a saúde do município, o líder do Governo apresentou os dados passados pelo Prefeito Fabiano Horta que apontaram o crescimento no número de atendimentos no Hospital Municipal Conde Modesto Leal.

“Em 2017, foram realizados 1.230 cirurgias eletivas, 1170 cirurgias de urgência e 1.310 exames, em um total de 3.818 procedimentos. Já em 2018, foram feitas 1.607 cirurgias eletivas, 1.325 cirurgias de urgência e 1.319 exames, obtendo um total de 4.251 procedimentos. Ou seja teve um aumento de 21% no número de cirurgias em comparação ao ano anterior. E um aumento de 26% no números de atendimentos a população.” Contabilizou o parlamentar.

O parlamentar também relatou sobre as reformas e aquisições realizadas no Hospital de Maricá ao longo desses dois anos:

“Em 2017 foi feita a reforma da recepção e de novos consultórios médicos, a reforma da sala de hipotermia, oferecendo uma sala climatizada com mais conforto, a reforma para instalação no novo laboratório para análise clínicas, a reforma da enfermaria feminina do pós-operatório, e foi inaugurado o primeiro Centro de Testagem e Acolhimento da Região Leste Fluminense. Já em 2018 houveram a compra de novos equipamentos, de mais 6 respiradores, de novos aparelhos de pressão, a criação de 80 leitos, a construção de uma nova farmácia, além da reforma do acessos a sala de trauma. Esses foram os avanços que a Saúde fez nesses dois anos do Governo de Fabiano Horta” concluiu o líder do governo na Câmara.

error: Conteúdo protegido!