Maricá: Iniciada a obra da policlínica em Cordeirinho


Fotos: Anselmo Mourão

A Prefeitura de Maricá deu o pontapé inicial para as obras da policlínica de Cordeirinho. A pedra fundamental foi lançada nesta quarta-feira (01/07). A nova unidade de Saúde, que abrigará várias especialidades médicas, ocupará uma área de 1.057 metros quadrados, em um terreno de 2.835 metros quadrados. Será construída com recursos federais, resultado de uma emenda parlamentar de R$ 4,8 milhões, no período que o prefeito Fabiano Horta era deputado federal.

O prefeito Fabiano Horta destacou que, para saúde de Maricá, esse investimento terá um impacto positivo junto a população, dando segurança a comunidade e reafirmando que a saúde sempre será prioridade no município.

“Esse é um dia importante, porque o lançamento da pedra fundamental sinaliza o início das obras de uma policlínica importante que tem sido muito sonhada e batalhada. Cordeirinho é uma região de muito fluxo de veraneio aos finais de ano e nas festividades da cidade. Esse instrumento, com característica de atendimento especializado, vai se agregar à rede de urgência e emergência que a gente tem construído no Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, no Posto de Saúde Santa Rita, no Hospital Municipal Conde Modesto Leal”, disse.

A nova unidade ficará na Rua 94, no loteamento Praia das Lagoas, em Cordeirinho, e a previsão de conclusão da obra é de 12 meses. A policlínica de Cordeirinho faz parte de um projeto municipal que pretende construir uma unidade em cada distrito, serão quatro ao todo (Centro, Ponta Negra, Inoã e Itaipuaçu).

“Aqui teremos todas as especialidades para evitar que as pessoas do segundo distrito, Ponta Negra, Barra, Cordeirinho, Bambuí se desloquem para o Centro da cidade, que funcionará em horário estendido, das 8h às 20h. A unidade contará com emergência cardiológica e para afogados, fará ecocardiograma, eletrocardiograma, Raios-X, além de contar com uma unidade especialmente preparada para atender pacientes de reabilitação, com fisioterapia com equipes especializadas”, explicou a secretária.

error: Conteúdo protegido!