Maricá: Saúde treina profissionais da Atenção Básica


A Secretaria de Saúde de Maricá concluiu o “Treinamento de manejo de feridas e uso de coberturas especiais” para 50 profissionais da rede municipal, sendo 45 enfermeiros da Estratégia de Saúde da Família – das 24 Unidades de Saúde da Família, da Atenção Primária de Maricá –, três sanitaristas e dois enfermeiros da Vigilância Sanitária. O curso foi aplicado em três turmas divididas entre os dias 6 e 13 de julho, para evitar aglomerações.

O curso faz parte de uma grade de educação permanente implementada pela secretaria. “A técnica é passada nos cursos de graduação, porém sempre podemos aperfeiçoar nosso conhecimento. E nosso papel é o de zelar pelos colaboradores porque cuidando deles estamos cuidando dos nossos cidadãos”, avalia a secretária de Saúde, Simone Costa, para quem o desenvolvimento dos profissionais se dá tanto pela teoria quanto pela prática.

Coordenadora técnica do Instituto Gnosis (parceiro da secretaria no projeto), Lyz Miranda, explica que entre os assuntos abordados estão desde a fisiologia da pele até o uso dos insumos. A capacitação irá ajudar o profissional a entender qual a cobertura ideal para o ferimento em questão e a otimizar recursos (de tempo de cicatrização e financeiro).

“Atrás dessa ferida vai ter uma pessoa, que terá uma demanda psicóloga, odontológica, social, emocional. Queremos que os profissionais saibam lidar com as mais adversas situações, passando sempre segurança ao paciente. Também tem a questão da descentralização do manejo que era muito concentrado no Centro de Diagnóstico e Tratamento (CDT)”, explica a coordenadora.

Para a enfermeira Bárbara Oia, da USF do Jardim Atlântico, em Itaipuaçu, que fez o curso na semana passada, o aprendizado foi excelente, de grande importância para a aplicabilidade no seu dia a dia. “O professor é muito didático, o que tornou o curso dinâmico, claro e objetivo. Sua aula foi por videoconferência e falou sobre as coberturas e alguns estudos de caso”, conta.

error: Conteúdo protegido!