Maricá tem novo Secretário de Ordem Pública e Gestão de Gabinete Institucional


O tenente-coronel da Polícia Militar Júlio Cesar Veras Vieira foi nomeado para assumir a Secretaria de Ordem Pública e Gestão de Gabinete Institucional. A nomeação foi publicada no Jornal Oficial de Maricá , nesta segunda-feira, 6.

O Tenente-coronel, foi comandante de diversos batalhões da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, tendo passado pela cidade de Volta Redonda como comandante do 28º BPM e também foi diretor da unidade prisional da PM em Niterói.

Celso Netto, até então secretário de Segurança, passa a responder somente pela Secretaria de Trânsito e Engenharia Viária.

Veras era superintendente geral de inteligência da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária até o último dia, 30, quando pediu para ser exonerado pelo governador Wilson Witzel.

A secretaria implementará um Gabinete de Gestão Integrada (GGI), que será composto por representantes das secretarias de Trânsito e Engenharia Viária; Relações Institucionais; Planejamento, Orçamento e Gestão; Participação Popular, Direitos Humanos e Mulheres; Defesa Civil e Transportes, além das polícias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal; Corpo de Bombeiros; Judiciário Estadual e Federal; Ministério Público Estadual; Defensoria Pública e Câmara de Maricá. Esse colegiado se reunirá mensalmente para avaliar indicadores criminais e deliberar acerca das ações a serem uns mente para avaliar indicadores criminais e deliberar acerca das ações a serem realizadas.

Um plano de Policiamento Integrado será criado e implementado pelo GGI, a fim de eficiência da alocação das forças de segurança da cidade, por meio da utilização intensiva de análise criminal e definição estratégica de emprego de forma integrada. O Gabinete também fará análises da dinâmica da violência em Maricá, “promovendo o intercâmbio de informações, a definição de prioridades de ação e articulação dos programas de enfrentamento à violência no âmbito municipal. Outro desafio do GGI será o de agilizar e tornar mais eficaz a comunicação entre os órgãos que integram o Sistema de Segurança Pública, a fim de apoiar as secretarias municipais e polícias estaduais e federais na fiscalização administrativa e na prevenção e repressão da violência e da criminalidade.

error: Conteúdo protegido!