Mirante do Caju recebeu a Taça Brasil de Mountain Bike; Veja as fotos

No último domingo (08/10), Maricá recebeu a Taça Brasil de Mountain Bike XCO (Cross Country Olímpico). Pelo segundo ano consecutivo o mirante do Caju serviu de pista para a etapa, que faz parte das modalidades olímpicas – são seis medalhas a cada edição dos Jogos – e vale pontos para o ranking internacional. Com apoio da Prefeitura através da Secretária de Esporte e Lazer a largada da primeira bateria aconteceu às 8h30 e de acordo com os organizadores a competição recebeu aproximadamente 180 atletas de todo o Brasil e também do exterior.

“O ciclismo é uma modalidade olímpica e esse é um evento internacional que além de estimular o esporte está estimulando também o turismo em Maricá”, afirmou o secretário de Esporte e Lazer Filipe Bittencourt. “Nosso objetivo é continuar dando o apoio e fornecendo a estrutura necessária para que essa e outras modalidades esportivas sejam abraçadas pela população do nosso município”, disse. “Conversei com alguns atletas e eles estão elogiando muito a pista aqui do Caju, pois além do ótimo percurso, nós temos esse visual incrível, e por isso, volto a afirmar que a secretaria de Esporte e Lazer segue com o compromisso de continuar investindo e criando as oportunidades necessárias para que o esporte continue acontecendo na cidade”, garantiu o secretário.

De acordo com Luiz Fernando Costa, um dos idealizadores da etapa realizada no mirante do Caju, há algumas necessidades obrigatórias na preparação de uma pista de XCO. “Além dos obstáculos naturais, nós criamos, nos quase 4 km de percurso, alguns obstáculos compatíveis com os níveis técnicos dos atletas”, afirmou Luiz. “A pista aqui no mirante foi bem aceita pelos atletas e muito elogiada, o que é incrível, pois temos nessa competição grandes nomes do Mountain Bike nacional e internacional. Para 2018 a promessa é promover aqui a pontuação máxima do ranking internacional de Mountain Bike”, ressaltou. “Além dos atletas profissionais, logo após a corrida da categoria elite faremos uma bateria infantil com aproximadamente 100 crianças em um percurso menor com o objetivo de incentivar e renovar o Mountain Bike no estado e no Brasil”, explicou. Luiz Fernando acrescentou ainda que três UTIs móveis foram colocadas à disposição para a necessidade de possíveis atendimentos garantido assim a segurança dos atletas e do público.

Ao todo a competição realizada no mirante do Caju foi composta por três baterias com várias categorias, como juvenil masculino e feminino; infanto-juvenil masculino e feminino; máster C2; master feminino, elite entre muitas outras. A maioria dessas categorias tinha que realizar duas voltas na pista, porém de acordo com a idade e o grau técnico poderia haver algumas variações. A categoria elite, por exemplo, tinha a obrigatoriedade de realizar seis voltas. A segunda bateria largou as 9h45 e a terceira e última bateria largou as 11h30. Na sequência foi realizada a cerimônia de premiação e entrega dos troféus.

“Eu vim de Brasília e estou em Maricá há três dias”, contou Cicero Lima, primeiro campeão do dia de uma das categorias da Taça Brasil de XCO 2017. “O percurso aqui é muito forte, eu tentei dar voltas rápidas e busquei o meu máximo”, confessou o atleta. “É inexplicável a alegria de chegar em primeiro lugar, eu treinei muito para isso”, comemorou Cicero.

Outra campeã, a primeira mulher a vencer uma das provas, foi a carioca Juliana Salvine, na categoria infanto-juvenil feminino. “Eu treinei duas vezes aqui nesta pista”, contou Juliana. “Eu comecei a competir há oito meses e tinha a expectativa de conseguir um bom resultado, pois eu treinei muito”, afirmou. “É muito emocionante, pois foi a primeira vez que eu competi pela Taça Brasil”, vibrou Juliana.

error: Conteúdo protegido!