Morador de São José registra queixa contra enteada após ser acusado de estupro nas redes sociais


LSM- Um homem registrou uma queixa de difamação contra a enteada na noite da última terça-feira, 13, na Delegacia de Maricá. A adolescente, de 18 anos, fez uma postagem numa rede social acusando o padrasto de ter a estuprado há 3 anos atrás.

De acordo com informações, o homem compareceu a Unidade Policial após ter tido a sua foto publicada no Facebook, a qual estava sendo acusado de ter abusado sexualmente da filha de sua esposa, quando a menina tinha 15 anos. A postagem viralizou e o homem começou a receber ameaças.

Ao LSM, Wellington Amorim, de 32 anos, relatou que nunca houve assédio da parte dele com a adolescente, que hoje está com 18 anos. Ele contou que na data em que a enteada alega ter sido estuprada – em 2017 – a adolescente não morava com o casal.

Segundo ele, a adolescente mora na cidade de Araruama, junto a avó. A idosa – que é contra o relacionamento do casal – ‘faz a cabeça’ da neta para que ela prejudique, denegrindo a imagem do homem.

O moradores do bairro de São José do Imbassaí, Wellington e a sua esposa – que é mãe da adolescente – estão com medo de represália por conta da repercussão da postagem.

O caso foi registrado na 82ª DP (Maricá) e será encaminhado para A Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). A adolescente poderá responder pelos crimes de difamação, calúnia, danos morais.

error: Conteúdo protegido!