Nota Oficial: Prefeitura abre sindicância para apurar circunstâncias de óbito no hospital de Maricá


Após a matéria do LSM, a Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, emitiu uma nota afirmando que abriu uma sindicância para apurar as circunstâncias da morte, esta manhã (16/04), de um paciente internado no Hospital Conde Modesto Leal.

Segundo a nota, Sérgio Estevão da Silva, de 45 anos, deu entrada na noite de domingo, sem qualquer identificação, com ferimentos nas mãos e pernas, possivelmente decorrentes de agressão. De acordo com a nota, a equipe de plantão constatou que o paciente também tinha um quadro compatível com síndrome de abstinência de álcool ou química. “O atendimento foi feito de acordo com o que era recomendado para tal quadro”, diz trecho da nota.

Segundo a nota, na manhã desta terça-feira, no entanto, o paciente sofreu uma parada cardiorrespiratória, foi assistido e entubado – o que descarta qualquer possibilidade de sufocamento por objeto estranho – mas após quarenta minutos de tentativas de ressuscitação cárdiopulmonar não resistiu e veio a falecer.

“- A sindicância visa a apurar não só a causa real da morte, mas também o fato de ter sido emitido um atestado de óbito com “causa indeterminada” apesar dos sinais evidentes de agressão e do possível quadro de abstinência” diz trecho da nota.

De acordo a nota, o procedimento correto prevê o envio do corpo para o Instituto Médico Legal de forma a ser feita a necropsia. “A secretaria deverá tomar tal medida, por considerar fundamental o cumprimento dos protocolos legais”, finalizaram a nota.

REPORTAGEM RELACIONADA

error: Conteúdo protegido!