publicidade 1200x90
21/04/2016 às 18h02min - Atualizada em 22/04/2016 às 10h38min

Quaquá mantém aliança com PMDB em Maricá

[caption id="attachment_91237" align="aligncenter" width="960"]
Felipe Bittencourt e Fabiano Horta

Felipe Bittencourt e Fabiano Horta

Filipe Bittencourt e Fabiano Horta[/caption] Apesar de ter rompido com o PMDB no município do Rio, com a entrega de cargos que o PT tinha na administração do prefeito Eduardo Paes, o presidente regional petista, o prefeito de Maricá, Washington Quaquá, manteve a aliança com a legenda na cidade que governa. O ressentimento com o apoio dos peemedebistas ao impeachment da presidente Dilma Rousseff não atravessou a Baía da Guanabara. A aliança com o PMDB fora confirmada no mês passado e o nome do vereador da sigla Filipe Bittencourt chegou a ser cotado como vice na chapa do pré-candidato do PT a prefeito, o deputado federal Fabiano Horta, que na última terça-feira pediu exoneração do cargo de secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Solidário do Rio. Bittencourt confirma a manutenção da aliança, mas, que não será mais o vice na chapa. “Cogitaram o meu nome no início, mas nunca houve nada oficial. Pretendo tentar a reeleição para vereador. O PMDB continua no Governo Quaquá”, informou o parlamentar. Segundo ele, o companheiro de chapa de Horta será o atual vice de Quaquá, Marcos Ribeiro, também petista. “O PT optou por uma chapa puro sangue. Ele não chegou a assumir como prefeito”, explicou Bittencourt. Importante destacar que Filipe Bittencourt está bem com Jorge Picciani, Presidente Estadual do PMDB e se depender do mandatário da sigla, o partido continuará caminhando com PT em Maricá sem problemas. Quaquá pode perder o Solidariedade- O Deputado Federal Aureo, presidente do Solidariedade/RJ, foi o mais enfático ao votar a favor do impeachment da Presidente Dilma Roussef, terminando sua fala de voto pedindo "Fora Dilma! Fora PT!". Acontece que em Maricá, ao contrário do que pede o deputado, o partido é presidido pelo vereador Adelso Pereira e compõe a base do prefeito Quaquá. O Presidente Nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, que também votou a favor do Impeachment da Presidente Dilma, afirmou que a legenda está proibida de seguir o PT em qualquer município do Brasil, e Adelso contrária a posição do mandatário da sigla. De acordo com informações, o Solidariedade - a nível nacional - já estaria acertando para apoiar a Pré-Candidatura de Marcelo Delaroli a Prefeito de Maricá e Adelso teria que sair do partido, já que o político está fechado com Quaquá.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp