26/04/2016 às 22h04min - Atualizada em 27/04/2016 às 23h43min

Moradores reclamam do estado de abandono do Cemitério de Maricá

cd18f65c-58e6-41ef-b6e6-741843c3bcd9

cd18f65c-58e6-41ef-b6e6-741843c3bcd9

Por Romário Barros- Moradores de Maricá estão reclamando do estado de abandono em que se encontra o cemitério municipal. Segundo os moradores, o descaso do poder público municipal fez com que o cemitério chegasse a uma situação deplorável. De acordo com relatos dos moradores, além de estar com capacidade esgotada, o cemitério está completamente tomado pelo mato, que cresce até em cima das “covas”, impedindo inclusive, a passagem de pessoas entre os túmulos. Apesar do estado de abandono atual, o Cemitério Municipal de Maricá vai ganhar uma nova ala vertical de sepulturas. No projeto estão sendo investidos R$ 6,1 milhões dos recursos próprios para construção de um prédio de três andares com 2.700 gavetas funerárias e 1.512 nichos mortuários, além de seis capelas. A nova estrutura está sendo erguida na parte dos fundos do cemitério, em uma área de 4,3 mil metros quadrados. O atual cemitério, localizado na Rua Pereira Neves, no Centro, com 6,5 mil túmulos, entre sepulturas de família, carneiros, gavetas e covas comuns, está com sua capacidade no limite e a construção dos jazigos verticais, com os devidos licenciamentos dos órgãos ambientais competentes, demonstra o compromisso da Prefeitura em solucionar um problema que antecede à própria legislação. “Esse é um projeto sustentável porque não polui o ambiente e amplia a capacidade do cemitério”, declara o secretário municipal adjunto de Obras, Marcos Câmara. A construção do cemitério vertical atende uma necessidade do município, que teve um grande aumento populacional desde a abertura do local em 1897 e está com a capacidade no limite.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp