02/05/2016 às 19h23min - Atualizada em 02/05/2016 às 19h23min

Aprovados em concurso público tomam posse em Maricá

[caption id="attachment_91862" align="aligncenter" width="639"]
Foto :: Fernando Silva- Divulgação

Foto :: Fernando Silva- Divulgação

Foto :: Fernando Silva- Divulgação[/caption] A Empresa Pública de Transportes (EPT) de Maricá empossou nesta segunda-feira (02/05) os primeiros 33 motoristas aprovados no concurso público da autarquia municipal, realizado no ano passado. Além deles, também tomaram posse outros cinco novos servidores da área administrativa (três assistentes administrativos, um técnico em análise de sistemas e um auxiliar de controle de frota). A posse ocorreu na sede da empresa, que fica no aeródromo municipal, onde outros 11 funcionários já haviam sido empossados em abril.

De acordo com o presidente da EPT, Flávio Cid, a entrada dos novos condutores é de suma importância para a empresa porque eles vão estar em contato direto com os usuários e, portanto, deverão consolidar o atendimento junto à população. “Eles serão a cara da EPT na rua, é com eles que o passageiro vai ser comunicar”, ressaltou Cid, acrescentando que os motoristas que haviam sido contratados em 2014 – e cujos contratos seriam encerrados em fevereiro – vão permanecer no quadro da empresa até outubro após um acordo firmado entre ambas as partes.

“Assim poderemos organizar as escalas de serviço e ajudar os novos a se familiarizarem com as linhas, cuja lotação não para de crescer. Entre os dias 1º e 26 de abril, a linha que sai do ‘Minha Casa, Minha Vida’ de Inoã e circula em Itaipuaçu transportou 96 mil passageiros, uma média entre 6 e 7 mil pessoas por dia. Para uma linha recém criada é um número bem expressivo e também uma grande responsabilidade para eles”, justificou.

Os novos motoristas, que vão atuar em quatro turnos de trabalho com duração de 6 horas e 40 minutos cada um, foram apresentados à equipe da administração da EPT e receberam algumas orientações antes de assinar seus termos de posse. Segundo a direção, os que já atuam na função devem iniciar as atividades ainda esta semana, enquanto os que nunca atuaram no transporte público vão passar por uma ambientação antes de irem para as ruas. Entre esses mais experientes está Nívea Soares, de 38 anos, única mulher motorista a ser empossada no ato. Com experiência em empresas de ônibus do Rio, ela acredita que vai encontrar na autarquia condições melhores que as de outros locais.

“Creio que aqui vai ser melhor por vários motivos. Primeiro porque não há cobrança e não teremos de nos preocupar com volume de dinheiro e nem em dar troco ao passageiro. Também não teremos o trânsito pesado de outros locais, sem falar que a paisagem de Maricá é bem melhor que qualquer outra”, avalia Nívea, que mora em Jacaroá.

Ex-vereador de cidade no sul da Bahia é um dos empossados

Outro morador da cidade que vai iniciar o trabalho na EPT é Aroldo Nonato Xavier Júnior, de 54 anos, que tem uma história curiosa. Nascido em São Paulo, ele deixou um mandato de vereador na cidade de Alcobaça, no sul da Bahia, para cuidar dos pais idosos que vivem em Bambuí e, com experiência em dirigir caminhões, ele resolveu tentar uma vaga no concurso e acabou aprovado.

“As coisas acabaram ‘casando’. Já tinha a ideia de sair de lá por causa dos meus pais, que têm mais de 80 anos e precisam de cuidados. Vai ser a primeira vez que conduzo ônibus, mas acho que somos privilegiados por começar numa empresa tão importante, principalmente no aspecto social. É algo que vamos todos conhecer juntos e o grupo vai precisar ter compromisso e garra”, avalia Aroldo.

Com sete anos de experiência em grandes empresas do setor na região, Gustavo Porto, de 31 anos, também se diz bastante entusiasmado em atuar numa empresa com o perfil da EPT. “Acho o projeto fenomenal, sem cobrança de tarifa e sem horários muito longos. Estou empolgado”, reforçou ele, que já morou em Maricá e hoje vive no bairro Laranjal, em São Gonçalo. Ao lado dele, Luiz Gonzaga de Oliveira Júnior, de 41 anos, endossa as palavras do colega. “É um novo projeto, estou bastante motivado”, garantiu ele, que é morador do bairro Apolo 2, em Itaboraí.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp