16/08/2016 às 15h09min - Atualizada em 16/08/2016 às 15h09min

'Dono do rottweiler vai responder criminalmente pelo ataque a criança', diz Delegado de Maricá

Screenshot_1

Screenshot_1

Em entrevista ao LSM, o Delegado Titular da Delegacia de Maricá - 82ª DP - Dr. Júlio César Mulatinho Neto disse que o dono do cão da raça rottweiler que atacou uma criança de quatro anos no último sábado, em Inoã, vai responder pelo crime de omissão na guarda e cautela de animais. "- Nós já identificamos qual foi a casa e o proprietário do cão. Vamos indicia-lo na de omissão na guarda e cautela de animais. Isso é caso de JECRIM (Juizado Especial Criminal), um crime de menor potencial ofensivo. Se houve reincidência, ele poderá até responder por tentativa de homicídio", disse o Delegado. Em entrevista ao Jornal Extra, a mãe da vítima, a administradora Valéria Cunha, de 42 anos, disse que elas saíam de casa e caminhavam pelas ruas do condomínio Jardins da Costa, no km 16 da Rodovia Amaral Peixoto, quando foram surpreendidas pelo cachorro. — Quando vi aquele animal gigantesco se aproximando de mim e das minhas filhas (a vítima de 4 anos e a mais velha de 13), falei para elas não se mexerem, porque seria pior. Mas não adiantou muito. O cachorro tinha muito ódio e não soltava dela por nada — relata Valéria: — Tentamos fazer de tudo para aquele cachorro soltar dela, mas não adiantava. Chegaram até a jogar um tijolo nele. Depois de uma luta de quase quatro minutos, um morador do condomínio usou uma arma de choque e conseguiu fazer com que o cão largasse o cabelo da menina. Ainda de acordo com a mãe da garota, o rottweiler mordeu os dois lados do rosto da vítima e a testa dela: — Nunca vi minha filha sangrar tanto. Foi um grande pesadelo. Mas graças a Deus os bombeiros chegaram rapidamente e levaram a minha filha para o Hospital Conde Modesto Leal (no Centro de Maricá). A menina precisou ser sedada, levou pontos no rosto e teve algumas escoriações nas costas e nos braços. O estado de saúde dela é estável e alta deve ser em cinco dias. Ela vai processar o dono do cachorro. — Acho importante divulgar esse fato porque os donos de cães violentos precisam redobrar os cuidados com os seus animais. No caso da minha filha, o dono só apareceu depois que ela já tinha sido tirada dos dentes do cachorro — conta Valéria.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp