17/12/2016 às 11h24min - Atualizada em 17/12/2016 às 11h24min

Maricá com índices satisfatórios em relação ao controle do Aedes aegypti, diz Ministério da Saúde

a_ao_contra_o_mosquito_da_dengue___foto_3___fernando_silva

a_ao_contra_o_mosquito_da_dengue___foto_3___fernando_silva

Maricá está com índices satisfatórios em relação ao controle do Aedes aegypti, de acordo com o Ministério da Saúde. Itaipuaçu, Ponta Negra e Inoã são os bairros com maior incidência. Os casos confirmados de dengue caíram na cidade: apenas 15 casos foram notificados em 2016, contra 167 em 2015. Contudo, o município também teve grande aumento no número de casos de zika em 2016: 115 contra 25 em todo o ano passado. Em relação à febre chikungunya, o município registrou um caso ano passado e dois em 2016. Para prevenção, a prefeitura afirma realizar vistorias domiciliares regularmente em reservatórios e orientações aos moradores para não deixar água parada em pneus e recipientes sem tampas, além de ações de conscientização em escolas do município, praças, bairros e a campanha ‘Dez minutos salvam vidas’. As denúncias de locais com focos do mosquito podem ser encaminhadas para o Disque-Dengue 2637-0091. Não houve registro de mortes pelas doenças entre os anos de 2015 e 2016.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp