05/01/2017 às 15h04min - Atualizada em 07/01/2017 às 02h02min

É mentira! Carroceiro de São José de Imbassaí não está sendo procurado pela Polícia

[gallery link="file" size="full" columns="1" ids="109628"] Por Romário Barros- Quem não tem o que fazer fica inventando mentiras sobre uma pessoa trabalhadora e honesta e ainda por cima utiliza a imagem de um veículo de comunicação para dar veracidade a um fato mentiroso. Foi o que aconteceu  com o Sr. Arlindo Cordeiro de Souza, de 62 anos, bastante conhecido no Marine, em São José do Imbassaí, como 'Arlindo da Carroça'. 'Arlindo da Carroça' reside no bairro há 18 anos, é casado e tem um filho. Sua esposa trabalha fazendo serviços domésticos em casa de família. Já o filho trabalha numa empresa maricaense. Arlindo trabalha fazendo serviços pela comunidade como carroceiro, é um trabalhador autônomo. Embora seja uma pessoa de classe média baixa, sempre pautou com a família pelo trabalho honesto e digno atendendo a qualquer pessoa que o procure. No mês de Abril, Arlindo foi surpreendido por alguns papéis colados em postes de São José do Imbassaí. Como ele não sabe ler, pediu para que uma pessoa pudesse ler o que estava escrito no papel com a marca do 'Lei Seca Maricá. O papel dizia: "- Procura- se estuprador chamado 'Arlindo Carroceiro'. A Polícia de Maricá está investigando uma denúncia de estupro a uma criança de 4 anos pelo algor conhecido como 'Arlindo Carroceiro', morador de São José do Imbassaí. Segundo testemunhas desse fato, o acusado também molesta sexualmente seus animais, além de deixa-los com todo esse calor sem comida e água. Várias pessoas já testemunharam seu maus tratos a seus cavalos". Na época, ele ficou muito chateado com o fato, mas como não identificou quem faz a maldade, preferiu deixar de lado. O fato trouxe problemas para Arlindo, mas ele superou tudo, pois os amigos sabiam que aquele papel não passava de uma notícia montada inescrupulosamente. Na noite desta quarta-feira, dia 04 de Janeiro, o papel voltou a aparecer no Marine. Indignado com o fato, Arlindo foi até a Delegacia de Maricá, juntamente com a esposa. Ele foi atendido pelo Inspetor Carlos Alberto Barbosa que investigou a vida do homem e nada contra ele foi encontrado. " Isso é um caso muito sério e quem o fez vai responder por calúnia e difamação. As investigações da Delegacia já foram iniciadas para saber quem espalhou essa notícia falsa", enfatizou o Inspetor dizendo que a foto que está no papel não é de um animal de propriedade do Sr. Arlindo, foi uma montagem. Emocionado, Arlindo disse que teme pela sua vida e de sua família. "- Tal fato é muito sério e ultrapassou todos os limites. Na verdade, isso põe a minha vida e da minha família em risco de agressões injustas. Não entendo isso porque não tenho inimigo e sirvo a todas as pessoas que me procuram", disse Arlindo emocionado. A Delegacia pede para que os moradores da localidade auxiliem nas investigações para saber que espalhou a notícia mentirosa. Informações podem ser repassadas ao Inspetor Carlos Alberto Barbosa pelo telefone: 21 3731-9995. NOTA LSM O Lei Seca Maricá também solicitou a Polícia Civil que as investigações sejam rigorosas, pois utilizaram a nossa marca para fazer uma notícia falsa contra um cidadão de bem. Estamos acompanhando o desfecho desta história. [gallery link="file" columns="1" size="full" ids="109629"]
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp