24/01/2017 às 14h02min - Atualizada em 25/01/2017 às 10h09min

Desorganização marca a sessão extraordinária da Câmara de Maricá; Veja o vídeo

[gallery link="none" columns="1" size="full" ids="110784"] Por Romário Barros- Desorganização. Assim com uma palavra pode se definir como foi a sessão extraordinária da Câmara de Vereadores de Maricá que aconteceu nesta terça-feira, dia 24. Como era já era esperado, a sessão começou com atraso e apenas um parlamentar faltou, o ex-Presidente da Câmara, Chiquinho do Trailer (PP). Tumultuada, os cinegrafistas que tentavam filmar a sessão eram atrapalhados por populares sem credencial que ficavam perambulando dentro do plenário, espaço reservado apenas para os vereadores. No ano passado, o jornalista Paulo Celestino, agora ex-assessor de imprensa da Casa de Leis, organizava o espaço e dava condições da imprensa trabalhar. O primeiro ato da nova administração, comandada pelo presidente, Aldair de Linda (PT), foi dar posse aos suplentes que assumiram três vagas: Rony Peterson (PR), Bidi (PR) e RobGol (PT). Eles fizeram o juramento e foram empossados. Em seguida, o vereador Ricardinho Netuno (PEN) pediu para que a sessão fosse cancelada alegando que o prazo de 48 horas para a convocação dos parlamentares não havia sido respeitado pelo atual presidente, ferindo assim o regimento interno da Câmara. Aldair retrucou e suspendeu a sessão por quinze minutos. Na volta, a sessão foi reaberta e foram divulgadas as comissões permanentes. As comissões são órgãos técnicos criados pelo Regimento Interno da Casa e constituídos dos vereadores com a finalidade de discutir e votar as propostas de leis que são apresentadas à Câmara. Com relação a determinadas proposições ou projetos, essas comissões se manifestam emitindo opinião técnica sobre o assunto, por meio de pareceres, antes de o assunto ser levado ao Plenário. Além disso, as comissões têm diversas outras atribuições elencadas no Regimento Interno, entre as quais convocar e realizar audiências públicas com a sociedade civil, realizar inquérito, convocar, com antecedência mínima de 5 (cinco) dias, servidor municipal, Secretário Municipal, e outras autoridades municipais para, pessoalmente, prestar informações sobre assunto previamente determinado e constante da convocação; bem como encaminhar pedido de informação. Após a divulgação das comissões, o Presidente anunciou o início das votações em turno único das mensagens enviadas a Câmara pelo Prefeito Fabiano Horta criando cargos comissionados, dentro eles, a contratação de professores e Guarda-Vidas. Desta vez, o Vereador Filippe Poubel (DEM) ponderou que a votação teria que ser em dois turnos. Aldair suspendeu a sessão novamente e todos os vereadores saíram do plenário e se reuniram a portas fechadas no gabinete da Presidência. Após cerca de uma hora, os Vereadores retornaram ao plenário e votaram as mensagens. Todas elas foram aprovadas pela maioria. Entre elas, a Prefeitura de Maricá está concedendo aumento salarial de 10% para os profissionais municipais do magistério. O reajuste tem efeito retroativo desde primeiro de janeiro de 2017, ficando 3,71% acima da inflação e 2,36% acima do índice do MEC. Ao todo serão beneficiados 1.852 profissionais do magistério, pertencentes às categorias de professor docente I, docente II, orientadores pedagógico, educacional e inspetor escolar. Todos profissionais contemplados pela Lei 11738/08, de 06/07/2008 – Lei do Piso Nacional. O sistema de sonorização da Casa de Leis, também sob nova administração, apresentou vários problemas. Em razão disso, a gravação do áudio do LSM foi prejudicada. A primeira sessão ordinária de 2017 acontece no próximo dia 15 de Fevereiro (quarta-feira) às 16 horas. Confira abaixo a integra da sessão extraordinária desta terça-feira (com som ruim)
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp