30/01/2017 às 13h40min - Atualizada em 30/01/2017 às 13h40min

Universidades apoiam projeto de preservação da restinga de Maricá

Restinga-de-Maricá

Restinga-de-Maricá

A restinga de Maricá ganhou novos aliados na conservação da restinga de Maricá. A Fazenda São Bento da Lagoa, projeto da IDB Brasil para criar um complexo turístico e residencial sustentável em Maricá, fechou acordos de parceria técnica com a Universidade Federal Fluminense e com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental de Macaé - NUPEM/UFRJ) para impulsionar as pesquisas científicas dos ecossistemas associados à região do empreendimento. A aproximação das duas instituições se deu porque a empresa vai criar, dentro de sua área, um centro de pesquisa e a segunda maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de restinga do Estado do Rio, com 450 hectares - maior que todo o bairro de Copacabana. As parcerias com a UFF e NUPEM/UFRJ irão proporcionar o desenvolvimento de projetos de pesquisa, consultorias técnicas, apresentação de seminários, ciclos de palestras e realização de cursos, implantação de banco de dados, elaboração conjunta de publicações científicas, entre outras atividades. O Nupem/UFRJ já iniciou suas pesquisas de campo: produz, neste momento, um levantamento estatístico da produção pesqueira no mar e na Lagoa de Maricá, que vai ajudar o empreendedor a desenvolver ações de recuperação da pesca. O município sempre teve forte vocação para a atividade, que vem sendo severamente prejudicada ao longo das últimas décadas por causa da poluição e degradação ambiental. “As parcerias com universidades e instituições de ensino são fundamentais para a preservação da região. O trabalho de pesquisa aprofundado vai nos ajudar no desenvolvimento das ações de recuperação da pesca local. Nosso objetivo é revitalizar a lagoa e garantir a preservação da restinga”, destaca David Galipienzo, diretor-executivo da IDB Brasil. O projeto da Fazenda São Bento da Lagoa contempla a criação da segunda maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) de restinga do Estado, com 450 hectares, ocupando mais de 50% do empreendimento. A reserva é maior do que todo o bairro de Copacabana. Outra medida será a ampliação da área de vegetação nativa em mais de 100 hectares, depois de realizadas as obras e as ações de reflorestamento de áreas atualmente degradadas. O local, que será aberto à visitação, terá um Centro de Pesquisa para o desenvolvimento de estudos científicos da fauna e da flora de restinga por universidades parcerias e demais instituições educacionais. O trabalho de despoluição e repovoamento de peixes da Lagoa de Maricá também é prioridade. O desenvolvimento sustentável é a premissa da Fazenda São Bento da Lagoa. O projeto prevê uma infraestrutura urbana completamente integrada à natureza, com apenas 6,4% de ocupação predial efetiva e 17% de intervenção do espaço total. A IDB tem como compromisso construir o empreendimento respeitando confortavelmente o Plano de Manejo da APA (Área de Proteção Ambiental) de Maricá, a comunidade e o meio ambiente.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp