11/04/2017 às 01h21min - Atualizada em 11/04/2017 às 01h21min

Maricá estuda criação de circuitos gastronômicos

[gallery columns="1" link="none" size="full" ids="117240"] Maricá pode passar a ter ainda este ano dois grandes circuitos gastronômicos. Uma reunião entre os secretários municipais Paulo Fatigati (Trabalho) e Alan Novais (Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Petróleo) com representantes do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RJ) iniciou as articulações para a implantação de um polo para o setor em Itaipuaçu e uma rota entre o Centro da cidade e Ponta Negra. A previsão é que o projeto da lei geral que contém as regras para os circuitos seja encaminhado à Câmara Municipal nos próximos dias. O encontro foi realizado na sede da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar). O gerente do Sebrae-RJ, Américo Diniz Neto, explicou a diferença entre polo e rota gastronômica. Segundo ele, enquanto o primeiro compreende uma área específica de uma localidade, a outra diz respeito a estabelecimentos que ficam ao longo de um trajeto. Desta forma, a rota entre o Centro e Ponta Negra contemplaria restaurantes e os quiosques da orla da Região Litorânea. Todos eles terão que se enquadrar em padrões determinados na lei geral, que vão da higiene à regularização cadastral. “Temos um projeto chamado ‘Sebrae na Mesa’, que oferece suporte para o setor gastronômico. Para a criação desses circuitos aqui em Maricá, há exemplos como os de Niterói que podemos implantar e, além disso, a cidade já dispõe de uma gastronomia própria que tem tudo para atrair um bom público”, avaliou o gerente. De acordo com Alan Novais, o próximo passo será ouvir os empresários do setor na cidade. “Vamos convidar os donos de restaurantes e quiosques para apresentar as propostas de criação do polo e da rota de gastronomia. Queremos oferecer condições para que o produto chegue mais barato ao consumidor”, projetou o secretário de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Petróleo. Já Paulo Fatigati, titular da pasta do Trabalho, sugeriu a criação de cursos de capacitação para os profissionais dos estabelecimentos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp