16/04/2017 às 20h12min - Atualizada em 02/05/2017 às 15h48min

Criança de dois anos baleada em Inoã segue internada em estado grave

[gallery columns="1" link="none" size="full" ids="117662"] Por Romário Barros- A criança de dois anos baleada na noite deste sábado, 15, segue internada em estado grave no Centro de Terapia Intensiva (CTI Pediátrico) do Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo. Segundo informações obtidas com exclusividade pelo LSM, a criança está entubada com um dreno na cabeça. A bala segue alojada e a criança está respondendo bem aos medicamentos apesar da perda de massa cefálica. Os primeiros exames não apontaram sequelas. As equipes médicas ainda farão novos exames para avaliar se haverá a necessidade de operar ou não. HISTÓRIA Duas pessoas morreram e uma criança ficou gravemente ferida após ter sido baleada com dois tiros na cabeça na noite deste sábado, 15, em uma casa localizada na Rua Santa Clara, no Loteamento Bananal, no bairro de Inoã. O crime aconteceu por volta de 22 horas, próximo ao Bar da Rita, na altura da subestação da Enel, antiga Ampla. De acordo com testemunhas, o casal estava no interior da casa quando teriam sido chamados por dois homens no portão. Eles foram até o portão e ambos foram baleados cada com um tiro na cabeça e morreram na hora. Ainda de acordo com testemunhas, os bandidos estraram na casa e reviraram tudo. Cinco crianças estariam no interior da casa e uma delas, de dois anos, foi baleada covardemente com dois tiros. Os criminosos estariam em uma moto, de cor preta. Policiais Militares do Patrulhamento Tático Móvel, PATAMO, lotados na 6ª Companhia de Maricá, chegaram rapidamente ao local e ainda encontraram a criança com vida. Eles colocaram a criança na viatura e seguiam para o Hospital. No meio do caminho, os PMs se depararam com a viatura do Bombeiros e colocaram a criança na viatura. Com o auxílio do GSAR (Grupamento de Socorro e Apoio ao Resgate), a criança foi levada para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro. Luana Alves Souza, de apenas dois anos, recebeu os procedimentos de primeiros socorros na Unidade Hospitalar e foi transferida para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, em estado grave. Segundo levantamento feito pelo LSM, um dos tiros atingiu a menina de raspão e a outra está alojada na cabeça. A área foi isolada e a Polícia Militar assumiu a ocorrência. Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Maricá foram deslocados para o local e realizaram os procedimentos periciais nos corpos. As vítimas foram identificadas como Marcos Paulo Alves de Souza, de 34 anos e Simone Pires de Matos, de 33 anos. As equipes dos Bombeiros ainda foram até a casa, mas nada puderam fazer. As outras quatro crianças passam bem. A DH investiga o caso e ainda não há informações do que teria motivado o crime. [gallery columns="2" link="file" ids="117624,117623,117622,117625"]
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp