24/04/2017 às 18h37min - Atualizada em 24/04/2017 às 20h39min

Audiência pública discutiu o aumento da violência em Maricá; Veja o vídeo

DSC_6139

DSC_6139

O aumento na incidência criminal em Maricá foi tema de audiência pública na Câmara de Maricá nesta segunda-feira (24).  Durante a reunião foram apresentadas diversas iniciativas que serão tomadas emergencialmente para inibir o crescimento da violência na cidade. A reunião foi presidida pela deputada estadual Rosângela Zeidan (PT), autora do requerimento na Assembleia Legislativa. Zeidan noticiou que o prefeito Fabiano Horta (PT) sinalizou positivamente para ceder um terreno, mão de obra, material e manutenção para a implantação de uma Companhia Independente na cidade. De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISSO), nos dois primeiros meses de 2017, houve 67 roubos a pedestres em Maricá; três a menos que os 70 registrados em 2016 e 28 a mais que no mesmo período de 2013; já os roubos de veículo subiram em onze em 2017 se comparados a 2016: foram 46 contra 35. Já em relação a 2013, quando foram registrados 20 roubos, foram 26 a mais. O secretário municipal de Segurança e Trânsito, Celso Netto, informou que serão utilizados containers que servirão de base para a Política Militar e a Guarda Municipal. A ideia é colocar esses módulos em pontos estratégicos do município, principalmente em locais de entrada e saída. Serão mais policiais, guardas municipais e agendes de segurança trabalhando. Durante a audiência foi identificada a necessidade de sitiar as entradas e saídas da cidade, já que os casos, principalmente de roubos, estão sendo cometidos por criminosos vindos de outras localidades, como a Favela da Linha, no Rio do Ouro, em São Gonçalo. Netto explicou que o processo para a aquisição dos módulos está em fase final. “Estamos presentes na vida das pessoas. No final de semana prolongado tivemos evento da vacinação e a guarda entrou em florestas e vacinou os moradores. Temos vários programas em andamento. Estamos implantando no município vários módulos de segurança. Já estão em fase de licitação. Começando em Itaipuaçu e em todo entorno, passando por Jaconé e terminando em Santa Paula”, disse. Netto explicou, ainda, que será executado o modelo do Proeis e os agentes contarão com viaturas. Ele disse que está em contato com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro para a criação de um convênio para implantar na cidade a Patrulha Maria da Penha. “O programa atende mulheres com medida protetiva. Cuidamos de 52% da população quanto temos uma medida como essa. Peço também uma atenção a Guarda que precisa muito rever o plano de cargos e salários”, concluiu. O presidente da Câmara, Aldair de Linda (PT), pediu o armamento da Guarda Municipal. “Fui presidente da Comissão de Segurança dessa Casa por seis anos e conseguimos trazer o RAS. Essa medida diminuiu muito o índice de criminalidade. Falando da Guarda, acho que teríamos que capacitar a corporação e armar esses guardas. Seriam mais de 100 pessoas com habilitados para defender a população. Os bandidos estão assaltando com fuzis na cidade”, afirmou. Já o Comandante da 4ª CPA, Coronel Camargo, explicou que anualmente perdem-se entre 1.500 e 2 mil policiais militares no Estado. Os vereadores apresentaram queixas com relação à criminalidade em bairros como Itaipuaçu, Inoã, Spar, Santa Paula e nas duas unidades do Minha Casa, Minha Vida. O Comandante do 12ºBPM, Coronel Márcio Rocha, apresentou dados referentes às modalidades de crimes na região. São elas: roubos de rua, roubo de veículos e letalidade violenta. A deputada Rosângela Zeidan, lembrou que a melhor maneira de inibir a criminalidade é investindo em projetos sociais para a juventude. Ela anunciou também que será votado, em segunda discussão, um Projeto de Lei de sua autoria que permite as prefeituras contratar policiais ativos e inativos. “Há um interesse em solucionar o problema. Nós temos a consciência dessa gravidade. Não há como ter política de segurança apenas colocando nossos policiais na cova dos leões. Hoje temos 36 policiais para 150 mil habitantes”, revelou. O delegado da 82ª Delegacia de Polícia, Júlio César Mulatinho, relatou que em 42 anos trabalhando como policial, nunca viu um apoio tão grande do Poder Executivo em auxiliar na segurança da cidade. “O município está disposto a ceder viatura e pessoal para ajudar na delegacia”, afirmou. Registro de Ocorrência – O Delegado Mulatinho e o deputado estadual, Zaquel Teixeira (PT), pediram à população que auxiliem a polícia fazendo o registro de ocorrência. Através dos registros é possível identificar onde há maior incidência de criminalidade para melhorar o policiamento. Crise econômica aumenta crime em Maricá - Zaquel Teixeira acredita que um dos agravantes para o aumento da criminalidade é a crise econômica. Ele lembrou também dos salários atrasados aos policiais militares e civis. “O desemprego é um ingrediente para o aumento da criminalidade”, opinou.

Galerias – A audiência foi acompanhada pela população através de movimentos sociais da cidade como associação de moradores e do Conselho de Segurança.

Participaram da audiência pública a Deputada Estadual, Rosangela Zeidan (PT), o Deputado Estadual Zaquel Teixeira (PT), o Comandante do 12º BPM (Niterói), Coronel Márcio Rocha, o Comandante do 4º Comando de Policiamento de Área (CPA), Coronel Camargo, o Delegado Titular da Delegacia de Maricá, Dr. Júlio César Mulatinho Neto, o Comandante da 6ª Companhia de Maricá, Capitão Marcelo Barreto, o Secretário de Segurança Pública e Trânsito de Maricá, Celso Neto, o Presidente da Câmara de Vereadores de Maricá de Maricá, Aldair de Linda (PT) e os vereadores Marcos Bambam (PV), Felipe Paiva (PC do B), Rony Peterson (PR), Frank Costa (SD), Bidi (PR), Robgol (PT), Helter Ferreira (PT), Marcinho da Construção (PR), Tataí (PTB), Ismael Breve (DEM), Fillipe Poubel (DEM), Ricardinho Netuno (PEN) e Dr. Felipe Auni (PSD), além de Secretários Municipais, entre eles, o Secretário de Turismo, Robson Dutra e o Secretário de Agricultura Julio Carolino. O LSM exibe abaixo com EXCLUSIVIDADE a íntegra da Audiência Pública que durou cerca de três horas [gallery columns="2" link="file" ids="118255,118254,118253,118252,118251"]
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp