16/06/2017 às 19h32min - Atualizada em 17/06/2017 às 17h24min

Ministério Público Estadual lança documentário em defesa da preservação dos 'Beachrocks de Jaconé'

Screenshot_3

Screenshot_3

Como parte das comemorações do Dia Internacional do Meio Ambiente, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) lançou, nesta quinta-feira (08/06), um documentário em defesa da preservação das formações rochosas da orla da Praia de Jaconé/Maricá. “Beachrock em Chamas” reúne imagens da região e depoimentos de moradores e especialistas para mostrar a importância do patrimônio histórico, cultural e geológico local e os riscos que podem ser gerados pelo terminal portuário privativo, cujo projeto está sendo submetido a procedimento de licenciamento ambiental. O Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente (GAEMA/MPRJ) atua no caso para impedir múltiplos e graves impactos socioambientais, dentre eles os danos sobre os “beachrocks de Jaconé”. “Decidimos produzir um material de fácil linguagem que pudesse despertar nas pessoas a importância da participação da sociedade nesse licenciamento. O risco de supressão total do sítio geológico dos ‘beachrocks de Jaconé’ é imenso”, afirma o promotor de Justiça Marcus Leal, coordenador do GAEMA/MPRJ. Para alcançar a população, o produtor do documentário Raphael Kindlovits, servidor do MPRJ, adotou alguns artifícios que deixaram o filme ainda mais dinâmico. Além das imagens aéreas da orla e dos relatos emocionantes, o documentário também conta com trilha sonora elaborada originalmente para a produção pelo compositor e biólogo Daniel Trinta. O filme foi apresentado no segundo dia de encontro organizado pelo Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Meio Ambiente e do Patrimônio Cultural (CAOMA/MPRJ), com o GAEMA/MPRJ e o Núcleo de Sustentabilidade, para debater os cuidados com o meio ambiente. Após a exibição, a geóloga e professora da UFRJ Kátia Mansur; o professor da UFF Vitor Nascimento; o geólogo e atual vice-diretor do Museu Nacional, Renato Ramos; e a moradora do bairro do Jaconé, Izabela da Costa Silva, discutiram com o público os aspectos biológicos e o valor cultural dos “beachrocks de Jaconé”. Dentro da temática, os participantes conferiram ainda palestras sobre “Direito Ambiental” e “Racismo Ambiental”, com as assessoras jurídicas do GAEMA/MPRJ Tatiana Vieira de Moraes e Fernanda Bianco de Lucena Costa, respectivamente; e ”Ecofeminismo”, com a coordenadora de Resíduos Sólidos do Núcleo de Sustentabilidade do MPRJ, Andrea Mello. As apresentações levantaram assuntos como o princípio democrático e a participação da sociedade nas discussões, e os impactos de grandes empreendimentos com casos de remoção de moradores. Assista ao documentário no vídeo abaixo
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp