publicidade 1200x90
30/11/2017 às 11h36min - Atualizada em 30/11/2017 às 11h36min

Vereador Filippe Poubel fiscaliza SAREM e cobra providências da Prefeitura de Maricá


O vereador Filippe Poubel subiu a tribuna na sessão da câmara desta última quarta-feira, 29, cobrar do executivo uma atenção especial para os trabalhos do Serviço de Atendimento de Reabilitação Especial de Maricá (SAREM). Após receber diversas denúncias em seu gabinete, Poubel foi até a unidade do SAREM no centro, e ficou indignado com as péssimas condições de trabalho as quais os profissionais e os pacientes são submetidos. Poubel falou sobre os problemas encontrados na unidade, e se assustou quando constatou que o local chega a ficar semanas sem água potável para o consumo. - “Eu fiquei estarrecido com o que encontrei lá. Primeiro, a unidade dispõe de um único bebedouro que possui ligação direta com a CEDAE, e que por conta do péssimo serviço prestado pela companhia, eles chegam a ficar semanas sem água! Então eu peço que o líder do governo leve esse problema para o prefeito até porque são crianças especiais, que necessitam de tratamentos especiais, e isso é uma covardia!”, afirma Poubel. O vereador falou também sobre o tempo de espera para atendimento, o fato de haver uma única unidade para atender as demandas de todo o município, além do problema de deslocamento que algumas pessoas que moram regiões distantes e precisam enfrentar na procura por tratamento especial, uma vez só existe uma única unidade do SAREM localizada no centro de Maricá. Segundo Poubel, Maricá cresce, mas não se desenvolve, pois não prioriza os serviços que são essenciais para a população. - “Fiquei assustado com o tempo de espera, a partir do momento em que a pessoa se inscreve até receber o atendimento: chegando até 2 anos para ser chamada, para ser atendida! Eu peguei a lista com a fila para fonoaudióloga, existem 380 pessoas na espera para começarem a realizar o tratamento. A fila da psicologia tem 402 pessoas na espera. Mas a culpa não é da coordenadora Sheila, que diga-se de passagem, ela e toda sua equipe realizam um trabalho maravilhoso, a culpa na verdade é de quem administra nossa cidade, pois ela está crescendo mas não está se desenvolvendo. As prioridades sempre estão sendo postas de lado! Tem pessoas que precisam se deslocar de Jaconé e de Itaipuaçu para receberem tratamento aqui no centro. Já passou da hora de termos unidades nos demais distritos para conseguirmos atender essas demandas!”, dispara Poubel. Por fim, o vereador Filippe Poubel finalizou seu discurso fazendo um apelo ao secretário de ação social e ao prefeito Fabiano Horta, para que eles se sensibilizem e tomem providências para sanar os problemas existentes no SAREM. Poubel sugeriu a construção de novas unidades do SAREM em outros distritos, para acabar de vez com as enormes filas de espera para atendimentos, além de tornar mais acessível para a população maricaense os serviços de reabilitação especial. -“Fica aqui meu apelo ao governo para que resolvam esse problema, até porque lá existem 615 pacientes permanentes, nós precisamos abrir novas unidades. Peço ao prefeito e ao secretário da pasta que olhe com mais carinho, se coloque no lugar desses pais, dessas pessoas, e priorizem o que de fato trará o real benefício para a população maricaense.”, finaliza Poubel.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp