02/02/2018 às 00h35min - Atualizada em 02/02/2018 às 00h35min

Prefeitura de Maricá e UFF assinam protocolo para desenvolvimento de projetos de gestão


Foi assinado nesta quinta-feira (01/02), no Paço Municipal, um protocolo de intenções entre a Prefeitura de Maricá e a Universidade Federal Fluminense (UFF). O documento permite que a universidade atue como parceira em projetos de desenvolvimento para várias secretarias. A ideia é a de trazer a expertise acadêmica para ajudar na organização, fazendo uma primeira gestão inicial, ao mesmo tempo em que a universidade atuaria na formação dos quadros que assumirão os projetos mais à frente. “Estamos dando um passo concreto de aproximação da UFF com a cidade de Maricá. Há uma expectativa grande sobre tudo que podemos gerar nessa interface com vocês”, afirmou o prefeito Fabiano Horta, ao lado do reitor da universidade, Sidney Mello. “A cidade vive a iminência realizada de um processo de transformação gigante e não dá para fazer isso sem um modelo que desenhe a cidade com o auxílio da ciência e da academia, que guarde para Maricá as potências que a cidade tem”, acrescentou. Para o prefeito, o município está na linha de expansão natural das ações da UFF. O reitor Sidney Mello destacou a importância da parceria e da cidade no âmbito da produção de conhecimento dentro da universidade, citando um dado estatístico. Segundo ele, existem atualmente 376 teses de mestrado ou doutorado nos arquivos da UFF contendo Maricá no título. “É uma iniciativa auspiciosa o município buscar construir um espaço melhor na cidade, importante para o próprio desenvolvimento da ciência e da tecnologia e para a formação dos nossos jovens”, avaliou o reitor. “Esse projeto define de que maneira podemos contribuir nesse sentido, unindo o conhecimento da universidade ao conhecimento da cidade e às demandas da população”, completou. Ainda segundo o reitor, Maricá já possui vocações pré-estabelecidas e que vão nortear os projetos, sobretudo na área de desenvolvimento sustentável e pode sediar um centro de referência em meio ambiente e em conhecimento da área marinha com a perspectiva de formar pessoas em um curto espaço de tempo. O protocolo permite que as ações possam ser deslanchadas imediatamente. “Já temos nove projetos de referência. São ações estruturantes definidas com a Prefeitura nas áreas de Educação, Meio Ambiente, Saúde e Desenvolvimento Econômico, entre outras”, descreve o coordenador Marcelo Pompermayer, responsável pela articulação da universidade junto ao município. “Um deles é a formatação de um consórcio entre municípios que tenham relação com Maricá em um determinado tema”, acrescentou. Nesse contexto estaria incluído o projeto de captação e distribuição de água que unirá Tanguá, Rio Bonito e Maricá para resolver o déficit de abastecimento na cidade. Outro exemplo, desta vez na Saúde, indica a relevância desse tipo de aproximação. “Estamos montando para o município uma agência para regular a concessão a uma organização social (OS) que vai gerir um hospital ou um posto de Saúde. Trata-se de uma transferência de capacidade”, concluiu. De acordo com o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leonardo Alves, o processo de aproximação da universidade com as áreas de atuação pré-selecionadas está ocorrendo. “Já apresentamos as ideias e propostas para algumas secretarias mais envolvidas com os primeiros projetos e vamos ampliar isso até chegar a todo o governo”, informou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp