02/02/2018 às 21h06min - Atualizada em 02/02/2018 às 21h06min

Itaipuaçu: Macrodrenagem da Avenida Dois terá nova frente de obras


A segunda etapa das obras de macrodrenagem da Avenida Jardel Filho (antiga Avenida Dois) – uma das que cortam o loteamento Jardim Atlântico, em Itaipuaçu – terá o ritmo acelerado após o carnaval com a abertura de uma segunda frente de trabalho. A intervenção prevê instalação de manilhas de um metro de diâmetro, que serão ligadas às galerias pré-moldadas que já vêm sendo colocadas no subsolo da via desde dezembro, quando obra foi reiniciada. A previsão é que toda a rede de escoamento de águas pluviais, com extensão de 1,7 km, esteja pronta até meados deste ano para, em seguida, começar a urbanização entre a Rua Professor Cardoso de Menezes (antiga Rua Um) e o Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) do Barroco. De acordo com a Secretaria de Obras de Maricá, a rede instalada no trecho já está ligada à que foi instalada no outro trecho, entre a Rua Um e o desague na altura da Rua Nossa Senhora da Conceição (antiga 86), no leito do rio Bambu. Assim como ocorreu na primeira etapa, as ruas transversais à Avenida Jardel Filho vão receber caixas coletoras para escoar as águas pluviais para a rede de galerias, para também serem urbanizadas na sequência. Depois de verem o primeiro resultado tão perto, os moradores da via também esperam ter um acesso melhor à região. “Agora eu só uso a Jardel Filho para chegar ou sair de Itaipuaçu depois que ficou pronta. Estamos acompanhando a obra aqui e esperando ficar igual a como ficou ali, temos de aguardar”, afirmou a moradora Eliane Antunes, de 69 anos, que mora há três na via e frequenta o local há 25 anos. A instalação das estruturas para escoamento das águas começou em outubro de 2014 próximo ao ponto de desague e foi seguida pela urbanização da Avenida Jardel Filho e também de suas ruas transversais, beneficiando inicialmente 70 ruas. O investimento total da obra é de R$ 29,9 milhões, dos quais R$ 20 milhões são a contrapartida da Petrobras pela construção do emissário de efluentes do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) em Itaipuaçu. A região da antiga Avenida Dois era uma das que mais sofria com alagamentos na época das fortes chuvas, mas a situação mudou após as intervenções.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp