19/08/2018 às 19h15min - Atualizada em 19/08/2018 às 19h15min

Atleta de Maricá garante vaga para os Jogos Pan-Americanos do Peru


Marcus D’Almeida venceu neste sábado o torneio classificatório, disputado em Medellín, e garantiu presença no tiro com arco dos Jogos Pan-Americanos de 2019, que vão acontecer em Lima, no Peru. A competição foi realizada em meio ao Campeonato Pan-Americano e Parapan-americano na cidade colombiana. Além da vaga conseguida no arco recurvo, o Brasil também assegurou um lugar no arco composto com o terceiro lugar de Marcelo Roriz Júnior. Com isso, o país terá cinco representantes na modalidade, já que a equipe feminina de arco recurvo, formada por Marina Canetta, Ane Marcelle dos Santos e Ana Luíza Caetano, carimbou o passaporte ao ficar com a medalha de bronze do Pan. A classificação de Marcus D’Almeida serve para apagar um pouco a frustração do Brasil não ter conseguido a vaga por equipes no arco recurvo. Para garantir a presença de três arqueiros, o país tinha que ter ficado entre os seis primeiros no Pan, mas acabou eliminado na primeira rodada da competição pela Argentina. Marcus D’Almeida, Edson Kim e Gustavo Paulino dos Santos formaram a equipe brasileira na competição. Sem a vaga por equipes, Marcus D’Almeida apostou todas as fichas no torneio classificatório para conseguir a vaga nos Jogos Pan-Americanos. Com 670 pontos, o brasileiro se classificou para o mata-mata em segundo lugar, atrás apenas do canadense Crispin Dueñas, que fez 676.. Nas oitavas de final, Marcus D’Almeida eliminou o compatriota Edson Kim por 7 a 1 e, nas quartas, eliminou o dominicano Daniel Martinez por 7 a 1 com parciais de 29/29, 27/26, 29/28 e 28/27. Na semifinal, o brasileiro passou pelo salvadorenho Oscar Ticas por 6 a 0 (28/27, 29/22 e 28/26) e encontrou com Crispin Dueñas na decisão. A disputa foi equilibrada, mas o título ficou com D’Almeida, que venceu por 6 a 4 (28/27,29/29, 30/29, 29/23 e 27/27). Outro brasileiro, Gustavo Paulino dos Santos foi eliminado nas oitavas de final. No arco composto, Roberval dos Santos se classificou para o mata-mata em terceiro lugar com 700 pontos, Marcelo Roriz Júnior ficou em sexto e Thiago Pereira em sétimo. Nas eliminatórias, Thiago caiu nas oitavas, enquanto Roberval e Marcelo fizeram o duelo brasileiro pelas quartas de final. Com uma vitória por 145 a 144, Marcelo Roriz Júnior garantiu a classificação para a semifinal, fase em que foi derrotado por Roberto Hernandez, de El Salvador. Na disputa pelo terceiro lugar, o brasileiro derrotou Julio Barilas, da Guatemala, para ficar com a medalha de bronze e a classificação para os Jogos Pan-Americanos. No arco composto feminino, Jane Karla, que é segunda colocada do ranking mundial paralímpico, ficou muito perto de avançar e conseguir uma vaga para disputar os Jogos Pan-Americanos entre atletas sem deficiência. Depois de ficar em oitavo lugar na primeira fase, ela cruzou com a argentina Maria Eugenia Briozzo, que se classificou em primeiro lugar, nas quartas de final. A disputa foi muito equilibrada. O combate terminou empatado em 143 a 143 e a decisão foi para a flecha da morte. Ambas as atletas acertaram o centro do alvo e fizeram 10 pontos, mas o tiro da argentina foi um pouco mais próximo do centro, fato que eliminou a brasileira, que ainda vai tentar uma nova chance de classificação em abril do ano que vem.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp