20/08/2018 às 16h25min - Atualizada em 20/08/2018 às 16h25min

Câmara de Maricá vai apurar golpes em comerciantes de Maricá


Comerciantes de Maricá estão sendo alvos de criminosos que se passam por funcionários da Vigilância Sanitária e que pedem dinheiro em troca de não fecharem os estabelecimentos comerciais. A denúncia partiu do vereador e presidente da Comissão de Defesa do Consumidor,  Marcinho da Construção, durante sessão ordinária ocorrida nesta segunda-feira (20), na Câmara Municipal de Maricá. Marcinho explicou que os criminosos estão extorquindo donos de comércios na cidade sob ameaça. “ Está havendo um golpe na cidade. Os comerciantes estão sofrendo muito com isso. Existem pessoas mal intencionadas se passando por funcionários da Vigilância Sanitária dizendo que se o comerciante não pagar R$ 2 mil que vão fechar o comércio. “Estou vendo que esse crime está acontecendo com mais frequência”. O parlamentar pediu que os comerciantes denunciem esse tipo de crime. A Segurança Pública também foi discutida durante a sessão.  O vereador e presidente da Comissão de Direitos Humanos, Dr. Richard (PT) explicou que está trabalhando junto com a deputada Rosângela Zeidan, para acelerar as investigações sobre o incidente em que uma maricaense foi atingida com um tiro dentro de um hospital de Niterói. Um ofício já foi enviado à delegacia responsável pelas investigações. Vereadores repudiam Fake News Outro tema bastante debatido foi a disseminação das Fake News (notícias falsas). Os parlamentares pediram punições mais severas para internautas que espalham informações falsas em redes sociais. O vereador Felipe Paiva (PC do B) falou sobre inverdades publicadas na internet a respeito de uma audiência pública sobre a pessoa com deficiência realizada na Câmara na semana passada. Economia O vereador Ricardinho Netuno (Patriotas) informou que está trabalhando em um projeto de lei para desburocratizar a liberação de alvarás provisórios no município.  “Temos que evoluir desburocratizando o sistema público. Tantos empresários que querem investir em nossa cidade e deixam de fazer isso pela burocracia, custo e pela dificuldade de ter acesso de alvará provisório. Estou trabalhando em um projeto para dar alvará provisório imediatamente”. O vereador e presidente da Câmara, Aldair de Linda (PT), explicou que é preciso ter responsabilidade na disponibilização dos alvarás.  Ele citou ainda o Sistema Integrado Municipal que faz esse serviço. “Tenho acesso diretamente a esse tipo de coisa e nós temos o lado da prefeitura e também da responsabilidade do secretário. Têm vários comércios que são abertos sem sistema de bombeiros, vários comércios feitos às margens da rodovia e sem escritura e não conseguem abits. Temos que cobrar os dois lados. Temos que cobrar do governo, mas muitas vezes o empresário ocupa demais”. Sobre o assunto, Aldair salientou ainda que é preciso rever o plano de zoneamento da cidade. “Precisamos mudar o zoneamento e fazer um novo Plano Diretor e ver áreas que podem construir indústria para gerar emprego”.   Audiência Pública Enel e Esporte Os vereadores repercutiram a audiência pública da Enel ocorrida na última quinta-feira (16). Eles elogiaram a reunião, mas voltaram a reclamar dos serviços prestados pela concessionária no município. “Quero agradecer aos vereadores que estiveram na audiência pública. Ela foi bastante produtiva. Quero dizer que a Enel se comprometeu em trazer respostas a esta Casa em 15 dias”, disse Marcinho da Construção. O vereador Rony Peterson (PR) lamentou a falta de respostas concisas na audiência pública. “Fomos feitos de trouxa aqui. Não sei o que pensam que somos. Saí insatisfeito. Em nenhuma das minhas perguntas fui respondido com clareza. Espero que nesse novo processo eleitoral, possamos tratar mais da Enel”. O vereador Felipe Paiva (PC do B) agradeceu ao Poder Executivo pela realização do Maricá Mais Esporte. “No último sábado aconteceu em Araçatiba o primeiro encontro do Maricá Mais Esporte. Eu estive lá e digo que esporte é vida. Quero parabenizar ao prefeito e ao secretário e agradeço por terem atendido indicações minhas. Teremos dois núcleos de esporte, um na lagoa e o outro no Parque Vera Cruz, em Itaipuaçu”.   Bilhete Único Universitário A recarga do Bilhete Único Universitário voltou a ser discutida durante a sessão. O vereador Filippe Poubel (PSL) pediu agilidade no processo de recarga. Esteve presente na sessão a Frente Universitária de Maricá. “Vim semana passada relatar a situação dos universitários dessa cidade. Já são três meses sem recarga. Os alunos estão desestimulados, ficam ociosos e não têm dinheiro para a passagem. Vou falar disso toda sessão”. Em resposta o líder do Governo, Fabrício Bittencourt (PTB) explicou que o contrato com a Fetranspor está sendo renovado. “Nos governos passados do ex-prefeito, Ricardo Queiroz, havia dois ônibus velhos que faziam esse transporte. Era apadrinhamento político. Hoje mais de três mil jovens vão à universidade. Está sendo dada celeridade no contrato, pois houve um problema na Fetranspor”. O presidente da Câmara, Aldair de Linda (PT) garantiu que a Prefeitura de Maricá está buscando a solução mais rápida para o problema. Estamos solidários com o problema dos universitários. Estamos passando por um problema sério demais com o Governo do Estado. Eles que estão atrapalhando esse processo”.  Felipe Auni (PSD) explicou que está sendo cobrada agilidade também do Estado para que a recarga seja feita.  O vereador Ricardinho Netuno explicou que já ingressou com denúncia junto ao Ministério Público para apurar a falta de recarga.   Ordem do Dia - Foi aprovado Projeto de Lei de autoria do vereador Dr. Felipe Auni, que institui o Dia Municipal da Saúde Mental, a ser comemorado anualmente no dia 10 de outubro. Foi votado Projeto de Lei de autoria do vereador Marcinho da Construção, que institui a Semana de Prevenção e Combate do Tabagismo. Foi votado PL de autoria do vereador Bubute que dispõe sobre a denominação da Rua Gildo Vergnano a atual Rua Trinta e Um, Guaratiba. Foi votada moção de autoria do vereador Marcus Bambam à senhora Eunice Coelho. Foi votada moção de repúdio de autoria do vereador Filippe Poubel ao cantor Jhonny Hooker que teria chamado Jesus de travesti durante um show. Os vereadores parabenizaram o vereador Filippe Poubel pela moção. Eles repudiaram a atitude do cantor e muitos afirmaram que ele deveria ser punido com a pena de reclusão pela falta de respeito com a fé cristã. Confira a íntegra da sessão da câmara desta segunda-feira no vídeo abaixo
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp