31/08/2018 às 20h38min - Atualizada em 02/09/2018 às 15h45min

Pesca de camarão vira caso de Polícia em Maricá


Por Mauro Luis- Uma publicação em um grupo de facebook vêm causando sérios problemas para a Polícia Ambiental de Maricá. Numa publicação, um usuário fala sobre a pesca de camarão na lagoa da Barra de Maricá. "- Alô Maricá, é muito camarão na Barra de Maricá na ponte nova entre as Ruas 13 e 14, venham pescar. Chega cedo para marcar seus lugares. Tem para todo mundo", diz a publicação. Após a publicação, Policiais Militares da Unidade de Policiamento Ambiental (UPAm) da Serra da Tiririca foram até o local no começo da noite desta sexta-feira, 31, e apreenderam três redes. As redes foram apreendidas por estarem com a malha fina e levadas para a Delegacia de Maricá (82ª DP). Ninguém foi preso. Pesca predatória A pesca predatória é uma prática que é realizada de maneira incorreta, ilegal e altamente agressiva ao meio ambiente. A atividade, além de gerar inúmeras consequências, diminui a produtividade pesqueira, afetando a reprodução das espécies e causando prejuízos para o setor econômico. O maior problema é o uso de redes com malha fina, onde são capturadas espécies menores, que ainda estão em fase de crescimento. Crime de pesca A pesca com redes é considerada um crime. A pena para o infrator é de um a três anos de detenção ou multa. Denúncias Vale ressaltar que neste ano de 2018 o Linha Verde já recebeu mais de 5200 denúncias sobre crimes ambientais em todo o Estado e, para continuar denunciando, a população conta com os telefones 0300 253 1177 (custo de ligação local) e (21) 2253 1177 além do aplicativo “Disque Denúncia RJ”, enviando fotos e vídeos. Em todos os canais, o anonimato é garantido.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp