06/09/2018 às 06h02min - Atualizada em 07/09/2018 às 00h18min

Homem é assassinado na porta de casa em Inoã


Por Pablo Caneco e Rodrigo Ogliaruso- Um homem foi assassinado a tiros na porta de sua residência noite deste quarta-feira, 5, na Rua 4, no bairro de Inoã. O homicídio aconteceu por volta de 23 horas. De acordo com informações, o homem chegava em sua residência quando foi surpreendido por um criminoso armado que efetuou vários disparos a queima roupa. O homem ainda tentou fugir, mas acabou sendo alvejado por pelos menos três disparos, que atingiram a cabeça e o ombro do homem. Bombeiros Destacamento de Maricá foram deslocados para o local, mas nada puderam fazer. Renato Estanislau Soares, de 39 anos, morreu na hora em decorrência dos ferimentos. Policiais Militares do DPO de Itaipuaçu foram deslocados para o local e acionaram a Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG). Após os procedimentos periciais, o corpo foi recolhido pelo rabecão da Defesa Civil e levado para o Instituto Médico Legal (IML) do Barreto, em Niterói. A autoria dos disparos ainda é desconhecida. A Delegacia Especializa investiga o crime. CRIMES Renato é suspeito de ter feito um arrastão nas proximidades da Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, quando oito motoristas tiveram os carros roubados no dia 6 de Junho de 2009. Renato e Pedro Raimundo da Silva, 54, o Coroa, que seria funcionário da prefeitura de Itaboraí, foram presos na Rodovia Niterói-Manilha, altura de Itaboraí, por policiais da 17ª DP (São Cristóvão). Na época, segundo Marcos Antônio Carvalho, chefe de investigações da 17ª DP, Pedro, que usava um crachá de fiscal do setor de Posturas da prefeitura de Itaboraí e já estava sendo investigado por tráfico na Mangueira, estava ajudando Renato a se esconder da polícia. Na ocasião, os policiais apreenderam uma tonelada de maconha. No carro em que estavam Renato e Pedro, um Santana, foi achado um revólver e um quilo de maconha. Os dois já tinha anotações criminais por porte ilegal de arma, tráfico, receptação e outros crimes. Renato estava em condicional.  [gallery columns="2" ids="169811,169810,169806,169807,169808,169809,169812"]
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp