19/09/2018 às 01h33min - Atualizada em 19/09/2018 às 01h33min

Centro de Maricá recebe atividades da Semana Nacional do Trânsito


A programação da Semana Nacional de Trânsito começou oficialmente nesta terça-feira (18/09) e segue até o dia (25/09). A Secretaria de Segurança, Ordem Pública e Trânsito preparou um evento na Praça Orlando de Barros Pimentel (Centro) para a apresentação do game do Simarito, personagem que há um ano e meio ilustra a campanha “Basta de Acidentes”. O game foi criado pela Coordenação de Comunicação e já está disponível para downloads para smartphones com sistema Android. “Resolvemos transformar nosso evento numa homenagem para o nosso mascote, presenteando a garotada da nossa cidade e até mesmo adolescentes e adultos com esse game que ensina as pessoas a terem cidadania no trânsito. Porque nós trabalhamos visando as pessoas e o cuidado com elas”, explicou o secretário Celso Netto. Segundo ele, o foco do trabalho é nas crianças porque elas levam para suas casas tudo que lhes é ensinado. “Com isso vai incutindo na mentalidade familiar a obrigatoriedade de todos, seja o pedestre, o ciclista ou o motorista, de terem um respeito no trânsito”, completou Netto. Coordenadora de Educação para o Trânsito, Raquel Lima falou sobre o pioneirismo de mais esta ação. “Poder lançar um game de forma ilustrativa e inovadora, usando as mídias da tecnologia para oferecer de forma lúdica conhecimento sobre o trânsito é mais um avanço do nosso governo. Não existe outra cidade no Brasil que a prefeitura tenha esse tipo de projeto”, ressaltou. Dados da Secretaria comprovam que o trabalho em Maricá está dando certo. “Houve uma redução de 16% nos índices de acidentes normais e de 40% nos índices de vítimas fatais após o início da campanha. Ficamos muito felizes, pois é um trabalho que levamos para as ruas com toda a delicadeza de abordagem e respeito, não só ao condutor quanto ao pedestre, porque somos todos pedestres”, frisou Raquel. O primeiro dia de atividades contou com a participação das escolas municipais Benvindo Taques Horta (Ubatiba) e Clerio Boechat de Oliveira (Flamengo) que, além de conhecer o game, participaram de uma dinâmica com agentes da Guarda Municipal no sinal que fica em frente à praça. Agente de trânsito responsável por acompanhar o grupo, Rosana Rosa estava certa de que as crianças estavam maravilhadas. “Criança é inocente, aceita, tem vontade de aprender e passa para os pais. Não tem vícios como os adultos. Elas têm uma expectativa de que as coisas deem certo e quando o adulto vê uma criança pedindo para ele colocar o cinto, por exemplo, tem uma visão de quando é o pedido de um fiscalizador. Por isso, acabavam atendendo ao pedido deles”, disse. Responsável por dar “vida” ao mascote Simarito e criador do game, o programador Alexej Tykac, da Coordenação de Comunicação, acompanhou o lançamento. “Esse é um game complicado porque é difícil falar de trânsito sem ser uma coisa chata. Na verdade, a criação do projeto vai desde a criação do boneco Simarito em 3D, passando pelo fato dele andar na rua em forma de pelúcia até chegar num jogo onde as noções de trânsito são passadas sem que a criança fique entediada pelas regras, tanto que é um jogo livre onde você para no sinal ou avança. Mas para zerar, é preciso pontuar e para isso é necessário seguir as regras”, esclareceu. Professor da turma do 5º ano da E.M. Taques Horta, Antônio Carlos Toledo, falou sobre a importância da participação de seus alunos na atividade. “É importante que eles conheçam as leis, as regras do trânsito para minimizar os acidentes. Em sala de aula, nós também temos trabalhado com as placas, fazemos dramatizações e atividades que envolvam a segurança no trânsito”, contou. E realmente as crianças estavam muito satisfeitas com a atividade fora da escola. “Eu achei interessante porque os caras ficam fazendo besteira e isso dá uma raiva. Se tem acidente é culpa deles, então quando eles passavam sem cinto a gente fazia uuuu, e quando estavam com cinto a gente batia palma. Eu gostei muito e agora vou ver como é o jogo”, falou João Pedro Nascimento, de apenas 12 anos. Maria Eduarda Santos (12 anos) e Lucas Oliveira (10 anos) falaram sobre o novo game. “Eu achei o jogo muito legal, porque eu aprendi sobre os sinais, que precisa parar quando o carro passar e sobre segurança”, destacou a menina. “No começo é um pouquinho difícil, mas aí você pega o jeito e vai jogando. Vou colocar no meu celular”, afirmou o pequeno Lucas. Representantes da Ouvidoria e da Secretaria de Cidade Sustentável também estavam presentes para anotar demandas da população e doar 100 mudas de plantas como: ipês, araçá roxo, pata de vaca e algodão da praia. Ao longo da semana, haverá a participação dos alunos do JIM Trenzinho da Esperança, da E.M. Alfredo Nicolau da Silva Júnior, da E.M. Espraiado, da E.M. Professora Alcione Soares Rangel da Silva, CEIM Valéria Ramos Passos, E.M. Ministro Luiz Sparano, E.M. Joaquim Eugênio dos Santos, CEIM Recanto da Amizade e C.M. Estrelinha do Amanhã, totalizando 706 estudantes, somados ao que passaram pelo local nesta terça-feira.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp