11/11/2018 às 10h28min - Atualizada em 11/11/2018 às 10h33min

Em Maricá, morre o jornalista João Bosco Gaspar


Faleceu neste domingo, 11, aos 85 anos, o jornalista João Bosco Gaspar. João passou por uma cirurgia recentemente no coração e estava internado no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro de Maricá. Ele estava se recuperando bem, mas devido uma complicação em seu quadro de saúde, não resistiu. Embora nascido no Ceará, foi no Rio de Janeiro e em Brasília que JOÃO BOSCO GASPAR realizou a sua formação escolar e acadêmica tendo se formado, com distinção, em Sociologia pela Universidade de Brasília. Sua vocação, contudo, era a atividade jornalística que vem desempenhando com brilhantismo desde os anos 50. Foi um dos pioneiros nas reportagens da TV em nosso país, ou mais precisamente na TV Tupi. No jornal Última Hora, nos anos difíceis foi redator e editor. É detentor do Troféu Imprensa e Prêmio Roquete Pinto por seu trabalho no Programa A Grande Jornada sendo citado na imprensa internacional como o grande divulgador do folclore e tipos regionais do Brasil. João ainda recebeu a medalha Tiradentes, uma das maiores honrarias do Estado, concedida pela Alerj. Foi repórter, redator e editor dos mais importantes jornais brasileiros e foi relevante sua atuação em movimentos democráticos, em crises internacionais, tais como: como a Revolução Somosista, em Nicarágua, o regresso de Perón à Argentina, o assassinato de John Kennedy, além do terremoto do México em 1966 quando arriscou a própria vida. Teve papel de relevo na imprensa de Maricá onde foi diretor-editor do Correio da Cidade. João Bosco Façanha Gaspar de Oliveira é um dos 14 filhos de Clovis Gaspar de Oliveira e Hilda Façanha Gaspar. Ele deixa dois filhos. O sepultamento acontece neste domingo, 11, às 15 horas, no Cemitério Municipal de Maricá. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp