12/11/2018 às 12h14min - Atualizada em 12/11/2018 às 20h50min

Poubel parte para o ataque aos Índios de Maricá


Por Romário Barros- O vereador Filippe Poubel (PSL) falou sobre o assassinado de Rodrigo Gonçalves, que foi encontrado morto em um canal próximo a Aldeia Indígena, em São José do Imbassaí. Poubel prometeu cobrar a investigação da Polícia Federal e partiu para o ataque aos índios Em seu momento de fala durante a sessão da Câmara Municipal, o vereador e deputado estadual eleito, Filippe Poubel disse irá cobrar a elucidação do crime perante a Polícia Federal. “Eu queria deixar aqui para a família, que está muito preocupada com as investigações, porque corre na redondeza que o Rodrigo foi assassinado dentro da Aldeia Indígena e por se tratar de uma aldeia, a investigação sai do âmbito dos policiais do nosso Estado e passa para o âmbito do Policial Federal. Isso dificulta a elucidação desse crime. Mas eu estarei de perto, vou a superintendência da Polícia Federal cobrar uma investigação rigorosa em cima desse fato aqui em nossa cidade”, falou. Poubel criticou a presença dos índios, os quais chamou de vagabundos e maconheiros. “Esses vagabundos, que não fazem nada para a nossa cidade, não contribuem em nada, valores nenhum. Sabe o que eles fazem? Fumam maconha o dia inteiro, eles vendem maconha, as índias com uma penca de indiozinhos se prostituindo, você vai para lá parece um prostíbulo, você sai com a índia, isso é visível notar. Se você chegar e ficar filmando, vocês vão encontrar o que eu estou falando aqui. Os caras de carro importado o dia inteiro para baixo e para cima, usam roupas de marcas, bebem, tem título eleitoral, recebem dinheiro do Governo Federal e essa casa aprovou o “Bolsa Índio”, R$ 300,00 para vagabundo maconheiro, daqueles índios lá”, falou. O parlamentar criticou a Prefeitura de Maricá afirmando que o índios foram trazidos para Maricá por eles. “Na nossa cidade não existia índio. Niterói não quis os índios, Rodrigo Neves queria expulsá-los de lá, ai o nosso prefeito abraça. E o que eles acrescentam de valores para nossa cidade? Droga nenhuma! Porque eles vendem droga, vicia a população, as índias se vendem, se prostituem, ficam desfilando de Hilux, Tornado, recebem dinheiro do Governo Federal e do Bolsa indío, isso não é normal! Quer ser índio, vai morar na Amazônia, que ser índio, vai morar no meio do mato. É muito fácil usar um cucar na cabeça, andar seminu e dizer que é índio. Não trabalha, anda de carrão, tem benefícios. Os caras vivem as margem da Lei porque não podem serem investigados pelo polícia estadual, só a PF, fazem o que querem e ainda tiram a vida de um cidadão maricaense?”, comentou. Poubel disse que vai à superintendência da Polícia Federal para estar cobrando a agilidade na investigação e a punição aos autores do crime. “Não vou deixar passar em branco, estarei indo a PF, pedir para que seja feita a minuciosa investigação. O que aconteceu com o Rodrigo, pode acontecer com todo mundo. Os caras são amparados pela Lei, andam as margens da Lei, daqui a pouco, vai achar normal sair matando todo mundo porque não vai ter punição, porque dificulta a investigação de um assassinato numa cidade pela Policia Federal, mas eu vou ficar em cima. Eu vou até propor se algum vereador quiser me acompanhar para ir até a superintendência da Policia Federal para juntos fazermos uma força para serem punidos esses vagabundos” Concluiu, o parlamentar. REPORTAGEM RELACIONADA https://leisecamarica.com.br/homem-que-havia-desaparecido-e-encontrado-morto-na-restinga-de-marica/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp