08/01/2019 às 17h42min - Atualizada em 08/01/2019 às 17h42min

Alunos de escolas municipais de Maricá com distorção de série completam ensino fundamental


Um total de 562 alunos da rede municipal de ensino obtiveram aprovação no primeiro Exame Municipal para a Certificação de Competências do Ensino Fundamental (EMCCEF), realizado pela secretaria de Educação, que atesta a conclusão do Ensino Fundamental para as pessoas que não conseguiram concluir esta etapa na idade apropriada. A cerimônia de formatura dos aprovados será no dia 15/01, no CEM Joana Benedicta Rangel, às 18h. Seguindo o mesmo padrão do Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos), o exame municipal foi direcionado a alunos da rede municipal com mais de 15 anos de idade que estavam em defasagem idade-ano de escolaridade, garantindo que os aprovados possam cursar o Ensino Médio. Um total de 664 alunos se inscreveram para participar do EMCCEF, realizado no dia 21/12, com um total de 20 questões de múltipla escolha para medir competências do Ensino Fundamental nas áreas de Linguagem, Ciências Humanas e Ciências da Natureza. O subsecretário de Desenvolvimento da Educação Básica, Rodrigo Moura, explicou que na reestruturação pedagógica da rede municipal de 2018, um dos principais problemas se referia à questão da distorção série/idade. “Fizemos turmas específicas de aceleração, mas ainda assim, essa questão não era totalmente corrigida. Por isso, criamos o EMCCEF que permite dar oportunidade a esses alunos concluirem o ensino fundamental, além de reestruturar o programa de Aceleração, onde tivemos 98% de alunos aptos a cursar o Ensino Médio, um total de 199 alunos. Queremos fazer da escola um espaço de resgate de sonhos e de construção de oportunidades”, explicou. “Na aplicação de cada prova, descobrimos mundos individuais tão importantes, sonhos e desejos. Vimos que vale a pena acreditar, insistir. O EMCCEF é, sem dúvida, a prova de que queremos formar, humanizar, respeitar os direitos individuais e devolver a cada um daqueles jovens e adultos a beleza inexplicável de sonhar, de prosseguir, de voar”, declarou a secretária de Educação, Adriana Luíza da Costa. “Solicitamos ao estado a ampliação da oferta de vagas do ensino médio o que ajudará inclusive para fixar os professores nos colégios de Maricá, evitando a necessidade de complementação da carga horária em outro município”, acrescentou. Maricá conseguiu encaminhar 863 alunos para o Ensino Médio. Uma das escolas participantes, a E. M. Vereador Osdevaldo Marins da Matta, em Santa Paula, conquistou 100% de aprovação no exame, com participação de 23 alunos. “É uma oportunidade única de incentivá-los a acreditar no próprio potencial. Muitos passam por problemas familiares ou situações de abandono e sem qualquer estímulo para o aprendizado”, disse a diretora da unidade, Allini Guimarães de Azevedo. “Mais do que conteúdo, nossa proposta era mexer com a questão emocional, despertando sonhos, estimulando a autoconfiança. Não esperava 100% de aprovação. Foi meu melhor presente de Natal”, admitiu. Amanda Siqueira Costa, de 15 anos, foi uma das aprovadas. Repetente por dois anos, a jovem que cursava o 6º ano na E. M. Vereador Osdevaldo Marins da Matta, se sentia envergonhada por estar numa turma com alunos bem mais novos. “Eu chorava muito porque todo mundo passava de ano e eu não conseguia, apesar de estudar, adorar ler e escrever. Me sentia incapaz e confesso que pensei em parar de estudar. “Quando soube dessa chance, estudei, pesquisei,  participei do aulão que foi fundamental para que eu conseguisse essa aprovação”, declarou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp