31/01/2019 às 09h28min - Atualizada em 31/01/2019 às 09h42min

Divisão de Homicídios tenta prender PM suspeito de matar homem em Itaipuaçu


[gallery columns="1" size="full" ids="185847"] Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) tentam prender nesta quinta-feira (31) o soldado da Polícia Militar Luiz Felipe Mendes de Souza. O PM, que serve no 23º BPM (Leblon), é suspeito de ter matado o funcionário da Prefeitura de Niterói Bruno Gonçalves Crespo, de 35 anos, no último dia 19, na saída de um bar em Maricá, Região Metropolitana do Rio. Às 7h20, o soldado não havia sido encontrado em um dos endereços e já era considerado foragido. De acordo com as investigações da DH, Bruno foi com amigas a um bar em Itaipuaçu, distrito de Maricá. De acordo com depoimentos, uma das meninas teria colocado um balde de cerveja na mesa onde estava o policial, que estava com a esposa. Este teria sido o motivo para o início de uma confusão, que só terminou do lado de fora do bar. “As testemunhas dizem que houve uma discussão dentro do bar, mas que, segundo a própria vítima, o policial teria pedido desculpas. No entanto, na saída, diante de uma nova discussão, o policial vai dentro do carro, pega a arma e atira para o alto e em direção ao grupo, onde estava a vítima. Um disparo atinge Bruno nas costas”, informou o delegado Gabriel Poiava. REPORTAGENS RELACIONADAS https://leisecamarica.com.br/discussao-termina-com-homem-assassinado-em-itaipuacu/   https://leisecamarica.com.br/policia-civil-investiga-assassinato-em-itaipuacu/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp