30/04/2019 às 15h43min - Atualizada em 01/05/2019 às 19h05min

Operação 'Detran Seguro' é realizada em Avenida do Centro de Maricá

Foto :: Romário Barros - LSM

A operação 'Detran Seguro' foi realizada nesta terça-feira, 30, na Avenida Vereador Francisco Sabino da Costa, no Centro de Maricá.

A ação aconteceu em frente a sede da 6ª Companhia de Maricá no sentido Centro. O balanço da operação ainda não foi divulgado.

Iniciada no dia 8 de abril, a Operação Detran Seguro fiscaliza apenas sete itens obrigatórios dos carros abordados: pneus, lataria, vidros, placas de identificação, farol, comandos de seta e aferição de gases poluentes, além da documentação do veículo e do condutor.

Com ações diárias, na capital e no interior, a Detran Seguro atua nas ruas nos mesmos moldes da Operação Lei Seca, com o objetivo de tornar o trânsito no Rio de Janeiro cada vez mais seguro. Para isso, agentes do órgão foram requalificados e fazem a verificação de equipamentos obrigatórios, além de orientar os motoristas.

Todas as ações são filmadas por câmeras, ligadas online a uma central de monitoramento, localizada na sede do Detran.RJ. A medida é preventiva e busca dar garantia à população sobre a lisura das operações.  As ações são acompanhadas por equipes da Educação no Trânsito, que orientam os motoristas sobre a importância de manter o veículo em bom estado.

Além da filmagem online, as ações contam com a tecnologia OCR. Ou seja, antes da blitz há uma câmera que identifica, pela placa, se o veículo ou o proprietário tem alguma pendência com o Detran.RJ.

Na blitz, caso seja identificada alguma irregularidade, o veículo será liberado se o problema puder ser sanado em prazo determinado, e só será apreendido caso não apresente segurança para circular. No entanto, o certificado de licenciamento anual será recolhido, o proprietário ficará com um recibo, assinalando a entrega do CRLV, e terá entre três e sete dias úteis para se apresentar ao Detran.RJ com o veículo regularizado e reaver o documento.

AVISAR SOBRE BLITZ É CRIME
Isso mesmo! Atentar contra a segurança ou funcionamento de serviço de utilidade pública é crime. Segundo o Art. 265 do Código Penal, o delito tem como punição a reclusão inafiançável de um a cinco anos e multa.  

Durante a operação, alguns blogs de Maricá avisaram sobre a blitz e podem sofrer os rigores da lei.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp